F1: Pai de Pérez compara luta do mexicano contra Verstappen com Senna x Prost

Deputado mexicano ainda disse que, se filho tivesse tido a oportunidade de correr em equipes de ponta desde cedo, já seria campeão mundial

Sergio Perez, Red Bull Racing, 2nd position, Max Verstappen, Red Bull Racing, 1st position, talk in Parc Ferme

A Fórmula 1 vive de rivalidades, e uma das mais lembradas da história do esporte é a de Ayrton Senna e Alain Prost iniciada em 1988, quando ambos corriam pela McLaren. O brasileiro e o francês protagonizaram um dos duelos mais épicos da história, incluindo momentos polêmicos em Suzuka nas definições de títulos.

Apesar dessa batalha não se assemelhar muito com o que vemos atualmente no esporte, o pai de um dos pilotos de maior relevância do grid atual comparou essa disputa com a que vive seu filho. Se trata de Antonio Pérez Garibay, pai de Sergio Pérez, dizendo que a disputa com Max Verstappen se assemelha com a do fim dos anos 1980.

Leia também:

Para o mexicano, a briga entre seu filho e o holandês rende uma curiosa comparação: "Lembra quando a McLaren tinha Senna e Prost. É o mesmo, hoje estamos vendo isso de novo, são dois tigres na mesma jaula. Os dois pensam igual, comem o mesmo, inclusive tentam tirar a volta mais rápida um do outro".

"Na classificação ambos querem a pole, os dois querem liderar os treinos livres", disse Pérez ao jornal Esto. "Max tem muita vantagem, mas Checo agora consegue ir no mesmo ritmo, com apenas uns milésimos separando os dois a favor de Max, mas em circuitos difíceis, eles têm o mesmo ritmo".

O deputado de 63 anos e pai do piloto tem consciência do que o filho vive: "Todas as manhãs ele sabe que está em uma equipe que lidera, e que o segundo colocado é o primeiro perdedor. Hoje vejo um Checo Pérez diferente, a forma na qual ele fala, caminha e olha mudou".

"Noto isso como pai, quando falo com ele e me responde 'não não chefe, lembre-se que sou o número um', e eu respondo 'não se confunda'. Antes, terminar em décimo era maravilhoso, mas se Checo tivesse essa oportunidade [com a Red Bull] desde o começo como outros jovens pilotos, já seria campeão do mundo, não teria dúvidas".

"Acredito que todos veremos Checo Pérez pelos próximos dez anos e, desde já, o vejo como campeão mundial".

Podcast Motorsport.com debate: F1 chata? Culpa é da Red Bull ou dos carros atuais?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior Dia das Mães: conheça DNA talentoso de Sophie, progenitora de Verstappen
Próximo artigo F1: Empresa ligada a Vettel negocia com equipes sobre fornecimento de combustível

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil