Alonso sentiu que estava "perdendo tempo" na F1 antes de hiato

Espanhol queria novos desafios fora da categoria máxima e disse que correr em outros eventos o deixou "mais livre"

Alonso sentiu que estava "perdendo tempo" na F1 antes de hiato

O bicampeão mundial Fernando Alonso abandonou a Fórmula 1 no final de 2018, após um difícil período de quatro anos com a McLaren, onde não conseguiu chegar a um único pódio e o melhor resultado não passou de um quinto lugar em quatro corridas.

O espanhol queria completar a tríplice coroa do esporte a motor (vitórias em Mônaco na F1, 24 Horas de Le Mans e 500 milhas de Indianápolis), e só não conseguiu vencer na categoria americana. Ele também participou do Rally Dakar e ganhou as 24 Horas de Daytona.

Leia também:

No entanto, Alonso fez seu retorno à categoria máxima do automobilismo com a Alpine nesta temporada após assinar um contrato de dois anos e disse estar gostando de seu retorno mais do que esperava.

Questionado o porquê disso, Alonso explicou que estava ficando sem tempo para tentar outros desafios depois de passar tanto tempo focando apenas na F1.

“Duas coisas estão desempenhando um grande papel nisso”, disse o bicampeão. “Uma delas foi que eu acho que os dois anos fora do esporte eram necessários para mim, depois de 18 temporadas sem parar na Fórmula 1, com dedicação total. Foi muito exigente."

“Eu tinha na cabeça outros desafios com Le Mans, Daytona, com a possibilidade do Campeonato Mundial de Enduro... eu tinha que respirar outros ares para ficar feliz e estar livre para voltar e curtir."

"Até não fazer esses desafios, pensava que estava perdendo tempo na F1 em algumas das últimas temporadas antes de 2018. Então, uma vez que foram completados, agora consigo aproveitar todos os fins de semana aqui. ”

Alonso disse que o segundo fator que o ajudou a se divertir foi o quão bem ele se encaixou na equipe. É sua terceira passagem pela escuderia de Enstone, após pilotar pela Renault de 2003 a 2006 e 2008 a 2009.

“O segundo é o time, eu acho o time incrível”, disse o espanhol. “Você sabe que ambiente temos agora, a motivação, o trabalho árduo que todos estão fazendo, como abordamos cada fim de semana, como lidamos com o pouco sucesso que temos em alguns GPs... estamos todos unidos na mesma direção e isso é muito bom.”

Félix da Costa diz que Marko é "MATADOR" implacável e fala sobre "CHANCE PERDIDA" na F1

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST: Erro de Hamilton mostra um campeão sob pressão?

 

compartilhar
comentários
F1: O dia que Button "fez chover" em corrida de quatro horas no Canadá
Artigo anterior

F1: O dia que Button "fez chover" em corrida de quatro horas no Canadá

Próximo artigo

F1: Vettel e Wolff criticam custos "selvagens" das categorias de base

F1: Vettel e Wolff criticam custos "selvagens" das categorias de base
Carregar comentários