Análise

ANÁLISE F1: Por que paciência da Red Bull se esgotou com De Vries em meio ao ressurgimento de Ricciardo?

Além disso, qual seria a tarefa de Sergio Pérez até o final da temporada de 2023

A demissão de Nyck De Vries após apenas 10 corridas na Fórmula 1 com a AlphaTauri parece particularmente dura, mesmo para a Red Bull. Mas a convocação de Daniel Ricciardo sugere que há mais fatores em jogo.

Qualquer outra equipe tirando seu piloto novato depois de menos de meia temporada teria causado um grande rebuliço na F1.

Leia também:

Mas o fato de a eliminação de De Vries da segunda equipe da Red Bull, AlphaTauri, ter sido quase recebida com uma sensação de inevitabilidade fala muito sobre a notória falta de paciência da empresa - e em particular do consultor Helmut Marko - quando um de seus pilotos não entrega resultados.

Há muita precedência para a Red Bull manter seus jovens sob rédea curta. Daniil Kvyat durou apenas quatro corridas na temporada de 2016 na Red Bull antes de ser trocado por Max Verstappen, da Toro Rosso.

Nesse caso, a Red Bull foi justificada pelo holandês vencendo a corrida seguinte e se tornando um fator dominante na F1, mas Pierre Gasly e Alex Albon talvez tivessem mais motivos para se sentirem prejudicados do que Kvyat.

A promoção de Gasly da Toro Rosso para a Red Bull durou apenas 12 corridas em 2019 antes de ser enviado de volta a Faenza. Seu substituto, Alex Albon, também lutou para se encaixar em uma equipe e um carro construído em torno de Verstappen, sendo descartado totalmente após uma temporada e meia.

Se Gasly e Albon estavam certos em se sentirem queimados por sua breve passagem pela equipe principal, então Yuki Tsunoda é um exemplo mais raro da paciência estimulante da Red Bull.

Protegido da Honda, Tsunoda também lutou muito com a falta de consistência durante seu ano de estreia, mas recebeu o apoio de que precisava e, após uma mudança do Reino Unido para Faenza, o jovem japonês conseguiu transformar seus flashes de velocidade em uma presença mais estável. Ele então garantiu duas prorrogações de contrato consecutivas e agora é visto por vários de seus colegas como um dos pilotos de destaque da temporada de 2023.

Nyck de Vries

Nyck de Vries

Photo by: Mark Sutton / Motorsport Images

Sob essa luz, a saída de De Vries parece particularmente dura novamente. Depois de um início errático de carreira na F1, o holandês foi lenta, mas seguramente diminuindo a diferença para Tsunoda, ao mesmo tempo em que recebia um terrível AT04 de baixo desempenho da AlphaTauri.

Sua máquina de 2023 foi tão decepcionante no lançamento que o chefe da equipe, Franz Tost, até criticou sua própria equipe técnica na Arábia Saudita, dizendo que não confiava mais em seus engenheiros depois de entregar um carro que ficou aquém das projeções fora da temporada.

Então, por que agora?

Se a Red Bull sabe que deu um carro ruim a De Vries e não parece haver um acúmulo de juniores da Red Bull no ‘estilo’ Verstappen para substituí-lo, então por que fazer a mudança agora?

Por um lado, a Red Bull esperava que a vasta experiência de De Vries o tornasse um sucesso instantâneo na F1. Ele pode não ter sido a primeira escolha da equipe - era o astro da IndyCar Colton Herta, que não tinha pontos para Superlicença - mas sua impressionante participação na Williams no GP da Itália do ano passado impressionou Marko o suficiente para lhe oferecer a vaga.

E enquanto Tsunoda ainda estava extremamente cru em sua estreia em 2021, tendo chegado à Europa vindo do Japão apenas dois anos antes, De Vries podia se orgulhar de um currículo impressionante.

Depois de colecionar títulos na Fórmula 2 e na Fórmula E, o então piloto de 27 anos também completou uma passagem como piloto de teste e simulador da Mercedes, com Marko e AlphaTauri esperando que sua vasta experiência fosse benéfica para o desenvolvimento do carro.

Isso explica em parte por que a paciência de Marko estava se esgotando ainda mais do que o normal.

O fator Pérez

Max Verstappen, Red Bull Racing Sergio Perez, Red Bull Racing Fernando Alonso, Aston Martin F1 Team

Max Verstappen, Red Bull Racing Sergio Perez, Red Bull Racing Fernando Alonso, Aston Martin F1 Team

Photo by: Mark Sutton / Motorsport Images

Mas, por outro lado, a escolha da Red Bull por Ricciardo, de 34 anos, em vez de seu impressionante protegido da Super Fórmula, Liam Lawson, também sugere outros fatores em jogo.

Pois, embora Ricciardo claramente sentisse o fogo queimando para voltar após sua saída da McLaren e subsequente licença sabática, é improvável que ele tenha concordado com um retorno no meio da temporada com esta AlphaTauri.

O retorno do australiano foi confirmado após um impressionante teste da Pirelli em Silverstone nesta terça-feira, com a Red Bull dizendo explicitamente que ele estava "emprestado" a Faenza.

O chefe da equipe, Christian Horner, disse de forma intrigante que era "ótimo ver que Daniel não perdeu a forma fora das corridas e que os avanços que ele vem fazendo em suas sessões de simulação se traduzem na pista. Seus tempos durante o teste de pneus foram extremamente competitivos, foi uma corrida impressionante e estamos ansiosos para ver o que o resto da temporada traz para Daniel emprestado à Scuderia AlphaTauri”.

A AlphaTauri pode não ser uma perspectiva de longo prazo tão ruim para Ricciardo antes de uma revisão sob o novo CEO Peter Bayer e o chefe de equipe Laurent Mekies, já que está prestes a deixar de ser uma equipe puramente júnior.

Mas é difícil não ver o retorno de Ricciardo à Faenza, equipe pela qual pilotou em 2012 e 2013, como um teste para uma vaga na Red Bull.

Enquanto o companheiro de equipe de Verstappen, Sergio Pérez, voou nas primeiras corridas de 2023, sua performance caiu depois que Verstappen veio da retaguarda para vencê-lo no GP de Miami em maio. Erros subsequentes fizeram com que Pérez perdesse o Q3 por cinco corridas consecutivas, permitindo que Verstappen alcançasse seis vitórias consecutivas e uma vantagem de 99 pontos.

Ricciardo has replaced de Vries at AlphaTauri with

Ricciardo has replaced de Vries at AlphaTauri with "immediate effect"

Photo by: Mark Sutton / Motorsport Images

Embora a falta de uma segunda equipe consistente e mais rápida tenha permitido a Pérez permanecer em segundo lugar no campeonato, é claro que se a Red Bull não tivesse aproveitado a vantagem que tem atualmente com o dominante RB19, a perspectiva de campeonato de construtores não teria sido tão cor-de-rosa como é atualmente.

Dê à equipe uma competição séria e a Red Bull precisará mais uma vez de um piloto número dois capaz de entregar pódios regulares às vitórias de Verstappen. Afinal, é por isso que derrubou Gasly e Abon e porque trouxe o mexicano.

Talvez Tsunoda não tenha sido visto como um desafiante confiável para a vaga de Pérez em 2024, mas o retorno surpresa de Ricciardo pode ser visto como uma forma de mostrar a Pérez que ele precisa se destacar, ou então...

Se a aposta de Ricciardo falhar, isso ainda pode abrir caminho para Lawson ser contratado após um inverno adequado de preparação. Sem queimá-lo no AT04, e possivelmente com o título da Super Fórmula em seu currículo.

Há poucas dúvidas de que o cenário anterior é o que Ricciardo tem em mente.

E Pérez agora tem 12 corridas para impedir que a Red Bull concretize isso.

Quem desbancaria Verstappen na Red Bull?

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast Motorsport.com debate caos dos limites de pista na Áustria: qual a solução?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Horner elogia Ricciardo "extremamente competitivo" em teste e fala sobre "empréstimo" à AlphaTauri
Próximo artigo F1: Williams revela pintura especial escolhida por votação dos fãs

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil