F1: Comissário em Baku, Bernoldi opina sobre Verstappen e Hamilton

Brasileiro também elogiou Leclerc e falou da experiência junto à FIA no GP do Azerbaijão

F1: Comissário em Baku, Bernoldi opina sobre Verstappen e Hamilton

Piloto da Arrows na Fórmula 1 em 2001 e 2002, Enrique Bernoldi foi comissário convidado da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) no GP do Azerbaijão e, em entrevista exclusiva, opinou sobre a 'guerra' entre Max Verstappen e Lewis Hamilton pelo título de 2021.

O editor recomenda:

Ao Motorsport.com, o brasileiro também falou da experiência em Baku e elogiou Charles Leclerc, monegasco da Ferrari. De todo modo, o foco de Bernoldi, que também foi piloto de testes de Sauber, BAR e Honda, recaiu sobre Verstappen e Hamilton.

O curitibano, aliás, foi companheiro de equipe do pai do holandês da Red Bull: em 2001, dividiu boxes com Jos Verstappen. "Acho que o Max tem chance, sim, de ser campeão, mas não vai ser fácil", afirmou Bernoldi.

Enrique Bernoldi e Jos Verstappen, Arrows

Enrique Bernoldi e Jos Verstappen, Arrows

Photo by: Steve Etherington / Motorsport Images

"O Hamilton vai lutar e talvez ainda seja o favorito. Vai ser uma boa disputa, os dois são as estrelas. O Leclerc é um baita piloto, mas falta carro. [A F1] está mais equilibrada entre Mercedes e Red Bull. Em Baku, a Red Bull realmente estava mais rápida do que a Mercedes. O Hamilton é que conseguiu, por talento dele, estar lá na frente com as Red Bulls, o que se vê pela performance do [Valtteri] Bottas", seguiu, mencionando o finlandês da Mercedes.

"Então, acho que tem chance de [a F1] ter um novo campeão e que não seja a Mercedes (a vencer a disputa de construtores). Mas o que realmente ajuda é o campeonato ser competitivo, com disputa entre Red Bull, Ferrari, Mercedes e quem quer que seja."

Experiência como comissário convidado da F1

"Eu já tinha sido comissário na Fórmula E, mas na F1 foi uma experiência mais legal. Tem mais estrutura e a sala é mais equipada. Na Fórmula E, você tem que julgar muito mais coisa, porque é 'carrinho de bate-bate' e alguns pilotos tem o ego maior dos que os de F1", brincou.

"A F1 ser rígida com limites de pista está mais do que certo. Mas sou totalmente contra pistas que têm asfalto em saída de curva, em que o limite de pista é delimitado por uma linha. Dá muita brecha para você errar e não ser punido. Na minha época, era pista, zebra e grama."

"Acho que as relargadas têm de ser paradas. Se você quer ser chamado de piloto de F1 e ser considerado um dos 20 melhores do mundo, você tem que largar... Isso está mais do que certo e eu gosto dessas decisões", completou Bernoldi.

F1 2021: Hamilton critica RBR, Verstappen detona Pirelli, Haas em tensão e mais | DIRETO DO PADDOCK

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #112 – TELEMETRIA: A volta da F1 a um circuito ‘normal’ com Rico Penteado

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Bottas lidera dobradinha da Mercedes no primeiro treino livre para o GP da França
Artigo anterior

F1: Bottas lidera dobradinha da Mercedes no primeiro treino livre para o GP da França

Próximo artigo

F1: Pirelli afirma que Red Bull e Aston Martin usaram pneus com pressão baixa em Baku, mas isenta equipes

F1: Pirelli afirma que Red Bull e Aston Martin usaram pneus com pressão baixa em Baku, mas isenta equipes
Carregar comentários