F1: Ferrari introduzirá quarto motor em carro de Sainz no GP da Turquia, que sofrerá punição

Espanhol receberá configuração de unidade de potência já utilizada no veículo de Charles Leclerc em Sochi

F1: Ferrari introduzirá quarto motor em carro de Sainz no GP da Turquia, que sofrerá punição

A Ferrari está pronta para confiar o novo motor híbrido que Charles Leclerc utilizou em Sochi para Carlos Sainz. O espanhol terá uma unidade de potência completamente nova no GP da Turquia de Fórmula 1, pela qual terá de pagar a penalidade da FIA e será forçado a começar da parte de trás do grid por exceder as três permitidas na temporada.

O novo sistema híbrido deverá permitir um aumento de potência de cerca de dez cavalos. A modificação é uma grande oportunidade para verificar a validade das novas soluções que foram introduzidas pela equipe: a bateria de íon-lítio com eletrólito de estado sólido e a transição do mecanismo de baixa (400 volts) a alta tensão (800 volts) significa que os componentes foram revisados para garantir durabilidade, segurança e desempenho.

Leia também:

A Scuderia, de fato, havia planejado a estreia do novo ERS para Leclerc em Istambul, mas os problemas de confiabilidade que surgiram na bateria do piloto monegasco após o acidente no início do GP da Hungria (em que o motor 2 foi "sucateado") aconselhou os técnicos a anteciparem a quarta unidade.

Agora será a vez do espanhol, após o brilhante terceiro lugar conquistado em Sochi com o SF21 ainda na configuração de motor padrão.

Ferrari SF21, dettaglio del motore 4 che ha debuttato nel GP di Russia con Leclerc

Ferrari SF21, dettaglio del motore 4 che ha debuttato nel GP di Russia con Leclerc

Photo by: Giorgio Piola

Este é um salto importante que terá seus efeitos principalmente em 2022 na máquina de efeito solo que foi especialmente concebida em torno do motor Superfast, um inovador turbo de seis cilindros no topo com novos dutos e uma câmara de combustão de alta pressão que irá permitir tempos de ignição mais rápidos.

Depois da experiência da Rússia e dos dados coletados no carro de Leclerc, entenderemos mais claramente quais serão as vantagens que a Ferrari poderá tirar de um ERS que se projeta para o futuro, já que o motor da próxima temporada ficará congelado por três anos.

TOP 10: As vitórias mais ÉPICAS e DRAMÁTICAS de HAMILTON na F1

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #133: O que poderia ser melhorado no documentário sobre Schumacher?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Circuito de Istambul passa por medidas pró-aderência para evitar 'fiasco' de 2020; entenda
Artigo anterior

F1: Circuito de Istambul passa por medidas pró-aderência para evitar 'fiasco' de 2020; entenda

Próximo artigo

ANÁLISE: Entenda as diferenças do duto 'S' de Mercedes e Red Bull

ANÁLISE: Entenda as diferenças do duto 'S' de Mercedes e Red Bull
Carregar comentários