F1: Grosjean terá teste com Mercedes no próximo mês em Paul Ricard, sete meses após acidente no Bahrein

Grosjean sempre deixou claro que não queria que o acidente no Bahrein fosse seu último capítulo na F1

Romain Grosjean terá seu retorno à Fórmula 1 no próximo mês, quando fará um dia de testes com a Mercedes em Paul Ricard, na França, sete meses após seu grave acidente.

A última aparição do francês na F1 foi no GP do Bahrein do ano passado, quando um acidente na primeira volta partiu seu carro ao meio, forçando-o a escapar no meio do incêndio que surgiu rapidamente em seu cockpit.

Leia também:

Grosjean saiu do fogo com queimaduras em suas mãos que subsequentemente o forçaram a não disputar as duas últimas corridas da temporada, encerrando mais cedo sua carreira na F1, já que seria dispensado pela Haas após o GP de Abu Dhabi.

Mas, desde o ano passado, ele jurava que faria um retorno à F1 quando possível, para que o acidente não fosse seu último capítulo na categoria. Toto Wolff, chefe da Mercedes, havia deixado a porta aberta para que Grosjean tivesse seu desejo de um último teste atendido, abrindo espaço para o anúncio desta quarta (05).

Grosjean terá um dia completo de testes com o W10, carro de 2019 da Mercedes que rendeu o hexacampeonato a Lewis Hamilton e à equipe alemã em 29 de junho, além de fazer algumas voltas de demonstração dias antes, durante o final de semana do GP da França.

Os preparativos para o teste começaram em março, quando Grosjean visitou a fábrica da Mercedes em Brackley para a confecção de seu assento, além de trabalho no simulador, encaixando em meio à suas obrigações com a Indy, onde corre neste ano em um programa de circuitos mistos e de rua com a Dale Coyne Racing.

"Mal posso esperar para voltar ao carro da F1!", disse Grosjean. "Será uma oportunidade especial para mim e pilotar um carro campeão como o da Mercedes será uma experiência única".

"Sou muito grato à Mercedes e a Toto pela oportunidade. A primeira vez que eu ouvi sobre a chance de andar com a Mercedes eu ainda estava na cama do hospital no Bahrein quando Toto falou com a imprensa e fez o convite. Ler isso me animou muito!".

"A F1 não teve a chance de correr na França em 2020 por conta da Covid, então pilotar uma Mercedes no GP da França em 2021 e completar um dia de testes em Paul Ricard, na minha casa, será muito especial. Mal posso esperar por esse dia".

"Estamos muito felizes por apoiar Romain com essa oportunidade especial", acrescentou Wolff. "A ideia surgiu quando parecia que Romain encerraria sua carreira na F1, e não queríamos que o acidente fosse seu último momento em um carro de F1".

"Conheço Romain desde seus dias na Fórmula 3, quando ele venceu o campeonato. Ele teve uma carreira longa e bem sucedida na F1 e queríamos garantir que suas memórias finais fossem a bordo de um carro campeão. Mal posso esperar para ver o feedback de Romain sobre o W10".

"O acidente de Romain nos lembra também dos perigos que esse pessoal enfrenta todas as vezes que eles entram no cockpit, mas é também um testamento dos passos incríveis que o esporte deu para aumentar a segurança ao longo dos anos".

"Sei que a comunidade da F1 celebrará ver Romain de volta à pista".

Romain Grosjean, Mercedes

Romain Grosjean, Mercedes
1/6

Romain Grosjean, Mercedes

Romain Grosjean, Mercedes
2/6

Foto de: Mercedes GP Petronas Formula One Team

Romain Grosjean, Mercedes

Romain Grosjean, Mercedes
3/6

Foto de: Mercedes GP Petronas Formula One Team

Romain Grosjean, Mercedes

Romain Grosjean, Mercedes
4/6

Foto de: Mercedes GP Petronas Formula One Team

Romain Grosjean, Mercedes

Romain Grosjean, Mercedes
5/6

Foto de: Mercedes GP Petronas Formula One Team

Toto Wolff, Executive Director (Business), Mercedes AMG and Romain Grosjean, Mercedes

Toto Wolff, Executive Director (Business), Mercedes AMG and Romain Grosjean, Mercedes
6/6

Foto de: Mercedes GP Petronas Formula One Team

Christian Fittipaldi REVELA detalhes DESCONHECIDOS do dia da MORTE de SENNA

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #102 – A F1 deveria acabar com os limites de pista?

 

compartilhar
comentários
F1: Chefe da Red Bull diz que não se preocupa com possíveis erros de Verstappen

Artigo anterior

F1: Chefe da Red Bull diz que não se preocupa com possíveis erros de Verstappen

Próximo artigo

F1: Leclerc diz que tem muito a aprender após classificação em Portimão

F1: Leclerc diz que tem muito a aprender após classificação em Portimão
Carregar comentários