F1: Hamilton quer "recuperar respeito" em disputas com Verstappen

Britânico acredita que ambos podem aprender com incidente no GP da Grã-Bretanha e que aproveitou oportunidade na corrida

F1: Hamilton quer "recuperar respeito" em disputas com Verstappen

Lewis Hamilton acredita que ele e Max Verstappen ainda podem reencontrar o respeito para competir de forma limpa um contra o outro na Fórmula 1, apesar do toque no GP da Grã-Bretanha. A dupla colidiu na primeira volta da corrida de Silverstone no domingo (18) enquanto lutava pela liderança.

O heptacampeão tentou ultrapassar por dentro na curva Copse, mas o holandês da Red Bull manteve sua posição e fechou o espaço.

Leia também:

Os comissários da FIA decidiram que Hamilton foi o culpado pelo acidente e deram-lhe uma penalidade de 10 segundos, enquanto Verstappen atacou seu rival por fazer um "movimento perigoso".

Embora as tensões estejam claramente altas entre os protagonistas do campeonato mundial, o piloto da Mercedes acha que as lições podem ser aprendidas e eles podem se adaptar para continuar lutando limpo.

“Eu gostaria de pensar que geralmente devemos crescer e aprender com essas experiências”, disse o britânico. “Raramente há um incidente que é 100% culpa de alguém. É sempre uma mistura porque há duas pessoas, então acho que há coisas que podemos extrair."

“Eu diria que Max é provavelmente um dos pilotos mais agressivos aqui, só pela minha opinião pessoal. Ele faz um ótimo trabalho, é claro, mas acho que temos que realmente tentar encontrar o melhor equilíbrio possível na pista, com espaço e respeito mútuo, para que possamos continuar disputando em boas corridas sem colidir.”

Pole man Lewis Hamilton, Mercedes W12, and Max Verstappen, Red Bull Racing RB16B, arrive in Parc Ferme after Qualifying

Pole man Lewis Hamilton, Mercedes W12, and Max Verstappen, Red Bull Racing RB16B, arrive in Parc Ferme after Qualifying

Photo by: Steve Etherington / Motorsport Images

Hamilton não acha que a batalha com Verstappen em Silverstone foi diferente dos embates anteriores que tiveram, exceto que houve momentos no passado em que ele desacelerou para evitar uma colisão.

“Acho que é uma batalha normal”, comentou. “Quando eu era mais jovem, provavelmente era muito agressivo - talvez não tanto quanto Max - mas era. E acho que agora estou muito mais velho sei que é uma maratona, não só uma corrida de velocidade, então acho que tenho uma visão melhor de como encaro as provas."

“Acho que este ano ele tem atacado muito. Na maioria das vezes eu tive que ceder, evitar incidentes e não abandonar, para lutar mais tarde."

“Como você viu [na corrida sprint de sábado], quando estão livres, são muito rápidos. Temos que aproveitar as oportunidades que surgem. Consegui uma ótima saída da Curva 7 e fiquei muito feliz com essa lacuna. Max não impediria, mas infelizmente a agressão ficou do lado dele e nós colidimos", concluiu o heptacampeão.

F1 2021: TENSÃO após BATIDA de HAMILTON e VERSTAPPEN em SILVERSTONE! Tudo sobre o GP! | PÓDIO

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #119 - TELEMETRIA: Qual é o impacto da 'Sprint' na F1? Rico Penteado responde

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1 - Mercedes: Bandeira vermelha impediu abandono de Hamilton em Silverstone
Artigo anterior

F1 - Mercedes: Bandeira vermelha impediu abandono de Hamilton em Silverstone

Próximo artigo

F1: Pai de Verstappen diz que Hamilton deveria ser desclassificado

F1: Pai de Verstappen diz que Hamilton deveria ser desclassificado
Carregar comentários