Fórmula 1 GP da Emilia Romagna

F1: "Quebrado", Verstappen reclama das ondulações da pista de Ímola

"Mal posso esperar para deitar na cama, talvez tomar uns analgésicos", disse o holandês

Max Verstappen, Red Bull Racing, 1ª posição, levanta seu troféu

Após um fim de semana de altos e baixos no GP da Emilia Romagna, o tricampeão da Fórmula 1 Max Verstappen admitiu que sai da etapa de Ímola "quebrado", com dores devido às ondulações da pista italiana, precisando de remédios e massagem para se recuperar.

Após uma sexta-feira bem abaixo do esperado, sendo surpreendido por um RB20 desequilibrado no começo do fim de semana, Verstappen deu a volta por cima no restante da etapa, conquistando a pole e a vitória em Ímola, mesmo que esta última não tenha vindo de forma fácil.

Leia também:

Verstappen venceu com Lando Norris a menos de 1s após o RB20 apresentar problemas grandes com os pneus nas voltas finais, levando a uma queda vertiginosa de performance. E o holandês pagou o preço pela vitória.

"Estou quebrado pelas ondulações, para ser honesto. Minhas costas, tudo dói. Não é muito pela questão física, mas sim porque a pista está muito ondulada. Depois de 20 voltas eu já sentia bem minhas costas. Mal posso esperar para deitar na cama, talvez tomar uns analgésicos. E uma massagem, não sei...".

Com mais uma vitória em 2024, Verstappen aumentou sua vantagem na ponta para 48 pontos, tendo 161 contra 113 de Charles Leclerc, que assumiu a vice-liderança. Seu desempenho foi aclamado como um "golpe de mestre" por Christian Horner, pelo fato dele ter enfrentado pneus em situação bastante precária, evitando ao mesmo tempo escapar da pista, o que certamente daria a vitória a Norris.

"Definitivamente [uma das melhores performances], neste ano, especialmente considerando que demos a volta por cima. Este ano, em geral, é claro, tivemos um carro muito bom até agora mas, por algum motivo, não conseguimos andar bem logo de cara".

"A partir da classificação, as coisas pareciam um pouco mais normais, mas talvez ainda não estivéssemos bem para a corrida, porque algo estava mal otimizado nos pneus duros. Nunca senti que os pneus estavam funcionando nos carros, então ainda precisamos analisar isso".

Por enquanto, Verstappen mantém cautela em relação à ameaça da McLaren e da Ferrari: "As equipes ao nosso redor claramente estão melhorando, estão fazendo um bom trabalho. Nós também precisamos encontrar algo a mais".

PÓDIO: Verstappen SOFRE no fim mas segura NORRIS e vence o GP da Emilia Romagna em Ímola

Faça parte do Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube

Podcast #282 – Histeria contra Hulkenberg na F1 é justificável?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte do nosso canal no WhatsApp: clique aqui e se junte a nós no aplicativo!

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Como homenagem planejada por Senna a Ratzenberger emocionou Vettel em Ímola
Próximo artigo F1: Franceses da Alpine devem ter destinos diferentes em 2025; entenda

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil