F1: Questões privadas e segredos técnicos fazem Sainz "sofrer" com carro da Ferrari

Espanhol admite que se adaptar ao carro da Ferrari é “novo desafio na carreira”

F1: Questões privadas e segredos técnicos fazem Sainz "sofrer" com carro da Ferrari
Carregar reprodutor de áudio

A Ferrari levou um novo pacote de mudanças para o GP da Espanha de Fórmula 1. Carlos Sainz não conseguiu ter o mesmo patamar de performance do que Charles Leclerc e ainda rodou na pista, terminando somente em quarto. Com incidentes na Austrália, Ímola e Miami, o espanhol precisa virar a chave para conseguir entregar melhores resultados para a equipe.

Sainz admite que não está totalmente confortável com a parte dianteira do carro e essa situação é fundamental para que ele entenda melhor o F1-75. Perguntado sobre quais características específicas faziam com que ele lutasse com o carro, o espanhol disse que é uma situação bem complicada e que não podia ser totalmente respondida.

Leia também:

“Isso é muito específico. Tem uma série de detalhes. Estes são muitos para colocarmos em uma entrevista ou transformar em palavras, pois acho que isso tem algumas questões particulares e alguns segredos confidenciais da equipe”, declarou Sainz.

“Acho que você pode ver pelas câmeras ou de qualquer lugar que eu não estou tão bem com esse carro do que eu estava no ano passado. O F1-75 é naturalmente mais dianteiro demais para o meu gosto. Existem dois caminhos: ou você se adapta ou traz o carro para o seu feito. Essas duas maneiras exigem conhecimento e experiência. Para chegar nesses pontos, vamos na tentativa e erro – e este processo no qual estou agora”, completou.

Carlos Sainz, Ferrari

Carlos Sainz, Ferrari

Photo by: Carl Bingham / Motorsport Images

Sainz ainda disse que suas performances acabam sendo depreciadas por conta da comparação com Leclerc, visto que seu companheiro está sempre brigando pelas vitórias. “Ele está guiando em um nível muito alto, conseguindo voltas super impressionantes, pilotando de maneira muito agressiva”, falou.

“Eu só posso admirar e tentar copiar ou deixar algumas coisas ao meu feitio para ser mais rápido. E é isso. Às vezes é assim e, como piloto, você precisa passar por um processo para se desafiar”, comentou o espanhol.

Mesmo aceitando que as coisas não estão indo bem no momento, Sainz acredita que os problemas farão com que ele cresça. “Mantenho a positividade e a motivação de que as coisas vão mudar o mais rápido possível. Isso não é fácil. Você pode ver pelas onboards e pelos erros que eu estou lutando para guiar esse carro e entender como extrair o máximo dele. Isso me deu um novo desafio na minha carreira na Fórmula 1”, pontuou.

“Eu tenho pensado fora da caixa, guiado fora da caixa e, com isso, vem os erros e o aprendizado de coisas que deveria aprender. Tenho focado nisso e lutado com isso, tentando virar o jogo o mais rápido possível. Houve uma combinação de azares e erros do meu lado, o que também conta, né?”, apontou Sainz.

Para concluir, o espanhol disse: “Mas eu acho que as coisas vão mudar no futuro. Seja de uma hora para a outra ou aos poucos, então eu só preciso manter meu foco”.

Após polêmica, Sergio Mauricio comenta 'treta' no Twitter, explica "mimimi" e manda recado a haters

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST #179: O que Hamilton e Russell podem conseguir com melhora da Mercedes?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Mecânico revela detalhes sobre racha entre Alonso e Hamilton na McLaren
Artigo anterior

F1: Mecânico revela detalhes sobre racha entre Alonso e Hamilton na McLaren

Próximo artigo

F1: Andretti quer dar chance “legítima” a pilotos dos EUA

F1: Andretti quer dar chance “legítima” a pilotos dos EUA