Fórmula 1
R
GP de Portugal
23 out
Próximo evento em
22 Horas
:
22 Minutos
:
25 Segundos
R
GP de Abu Dhabi
11 dez
Próximo evento em
49 dias

F1: Red Bull admite que precisa se esforçar para entregar carro melhor a Albon

compartilhar
comentários
F1: Red Bull admite que precisa se esforçar para entregar carro melhor a Albon
Por:
Co-autor: Jonathan Noble

O engenheiro chefe da Red Bull admitiu que a equipe precisa se esforçar para entregar um pacote melhor para Albon visando uma melhora de performance

Desde o início da temporada 2020 da Fórmula 1, o piloto da Red Bull Alex Albon tem sido alvo de diversas críticas, principalmente por não conseguir acompanhar o ritmo de Max Verstappen. Apesar da equipe sempre ter se colocado ao lado do tailandês, defendendo que ele precisa de tempo, o engenheiro chefe da Red Bull admitiu que é preciso um esforço do time para dar um carro melhor a Albon.

Neste final de semana, no GP da Grã-Bretanha, Albon recebeu um novo engenheiro, Simon Rennie, que já trabalhou com pilotos como Daniel Ricciardo e Mark Webber.

Leia também:

Porém, uma batida pesada na sexta atrapalhou o progresso de Albon no final de semana, perdendo também tempo na manhã de sábado com problemas na unidade de potência. Na classificação, terminou apenas em 12º, enquanto Verstappen foi terceiro.

Paul Monaghan, engenheiro chefe da Red Bull, acredita que Albon terá uma performance melhor se a equipe lhe der um equipamento melhor.

"É comum ver aqui que, quando o vento aumenta, o carro fica mais difícil de controlar", disse. "E acho que é justo dizer que, se você olhar para o ritmo da sexta, é desapontante para Alex e os demais que ele não tenha chegado ao Q3. Certamente ele é capaz e o carro é capaz, só precisamos resolver os problemas para que ele possa fazer isso".

"Acho que é uma questão de entender como pilotar aqui em termos de lidar com a curva de baixa no primeiro setor e outra de baixa no final do último setor, além das outras demandas, que exigem características diferentes do carro".

"Se pudermos dar a Alex um carro com balanço melhor, aí sabemos que ele conseguirá passar para o Q3 sem problemas. Então acho que o desafio é maior para nós do que para ele, para ser brutalmente honesto".

Monaghan reconheceu que o tempo de pista perdido atrapalhou o progresso de Albon no final de semana.

"Bater no muro não ajuda na confiança de ninguém. Os rapazes fizeram um ótimo trabalho de reconstrução e aí tivemos que lidar com outro problema pela manhã".

"Conseguimos colocá-lo na pista para algumas voltas, o que é melhor que nenhuma antes da classificação, e, em termos de tempo, o ganho foi alto".

Já Albon não se vê em uma situação ruim, lutando contra o carro.

"Não vejo isso como lutando. Sinto que tive uma primeira corrida forte. Na segunda fui quarto e na terceira terminei em quinto. Então se isso é lutar, eu estaria me preocupando com outras coisas".

"Eu estou feliz com as primeiras corridas, mas nem sempre as coisas aconteceram como eu queria. E, para ser honesto, não estou preocupado. Foi apenas uma classificação difícil para mim e estou focado em tentar ficar mais confortável com o carro, extraindo a melhor performance dele".

Q4: Hamilton reina, Leclerc vai bem, Albon e Hulk ficam pra trás; o grid do GP da Grã-Bretanha de F1

PODCAST: Bastidores do futuro do GP do Brasil e os ambientes de F1 favoritos de Reginaldo Leme

 

Albon não sabe "explicar" eliminação no Q2 da F1 na Grã-Bretanha

Artigo anterior

Albon não sabe "explicar" eliminação no Q2 da F1 na Grã-Bretanha

Próximo artigo

PÓDIO: O insano final do GP da Grã-Bretanha com comentários de Cacá Bueno e Rico Penteado

PÓDIO: O insano final do GP da Grã-Bretanha com comentários de Cacá Bueno e Rico Penteado
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP da Grã-Bretanha
Pilotos Alexander Albon
Equipes Red Bull Racing
Autor Adam Cooper