Fórmula 1 GP do Catar

F1: Ricciardo deve adiar retorno para o GP dos Estados Unidos

Australiano já possui contrato garantido para o próximo ano com o time de Faenza, que deve ganhar novo nome

Daniel Ricciardo, AlphaTauri

Daniel Ricciardo não deve mais retornar ao grid da Fórmula 1 no GP do Catar deste fim de semana como era esperado. Segundo apurado pelo Motorsport.com, o australiano decidiu deixar sua volta para a próxima etapa, em Austin, com a AlphaTauri contando novamente com Liam Lawson no segundo carro.

O australiano foi trazido de volta ao grid no GP da Hungria, substituindo o demitido Nyck de Vries. Mas, duas etapas, depois, Ricciardo bateu no TL2 em Zandvoort, terminando com uma fratura na mão esquerda, forçando-o a passar por uma cirurgia imediata.

Leia também:

Segundo Christian Horner, Ricciardo mirava um retorno no GP do Catar, após perder o restante da etapa da Holanda e as passagens pela Itália, Singapura e Japão. Porém, segundo apurado pelo Motorsport.com, o vencedor de oito GPs decidiu aguardar até a corrida no Texas, entre 20 e 22 de outubro.

Jonathan Eddolls, diretor de engenharia de pista da AlphaTauri, disse no Japão: "Ele ainda está na fase de recuperação. Ainda estamos meio distantes, então não queremos botar um alvo. A recuperação vai bem. Temos umas sessões programadas no simulador antes do retorno".

"Acho que do nosso lado e do dele não há motivos para apressarmos o retorno. O pior seria voltar mais cedo e causar problemas. O simulador é uma boa representação do carro, com as cargas e mais. Acho que a decisão final virá mais dele do que de nós".

Daniel Ricciardo, AlphaTauri

Daniel Ricciardo, AlphaTauri

Photo by: Red Bull Content Pool

Esse retorno adiado dará mais uma chance a Lawson na F1 2023 antes de retornar à sua função de reserva da Red Bull para o restante do ano e 2024. O neozelandês vem surpreendendo, com uma performance sólida em sua estreia na Holanda apesar das condições traiçoeiras e os dois pontos conquistados em Singapura.

Mesmo assim, a AlphaTauri, que mudará novamente de nome em 2024, confirmou a manutenção de Ricciardo e Yuki Tsunoda para o próximo ano.

Porém, caso Sergio Pérez continue sofrendo em comparação a Max Verstappen - que precisa de apenas três pontos para ser campeão neste fim de semana - o australiano é o primeiro candidato a substituí-lo na Red Bull, o que poderia abrir uma vaga para Lawson no time de Faenza.

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1 - Carro menor, menos downforce, etc: saiba o que deve mudar com as novas regras em 2026
Próximo artigo ANÁLISE: E agora? Qual o próximo passo para Andretti entrar na F1? Ainda tem como dar errado?

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil