F1: Vettel sente que faltou completar mais 100 voltas com Aston Martin na pré-temporada

Alemão foi o piloto titular que menos andou ao longo dos três dias de testes no Bahrein por conta de problemas em sua Aston Martin

F1: Vettel sente que faltou completar mais 100 voltas com Aston Martin na pré-temporada

O tetracampeão de Fórmula 1 Sebastian Vettel não deve ma boa pré-temporada, com problemas em sua Aston Martin o impedindo de completar um número considerável de voltas como seus companheiros de grid. Para o alemão, ele sente que falta "umas 100 voltas" de quilometragem para dar sequência ao seu processo de adaptação à sua nova equipe.

Em três dias de ação, Vettel foi o piloto titular que menos andou na pista do Bahrein, completando apenas 117 voltas. Atrás dele, apenas o piloto de testes da Williams, Roy Nissany, com 83.

Leia também:

Perguntado sobre o quão atrasado em seu cronograma ele estava, Vettel disse: "Umas cem voltas! Obviamente eu gostaria de ter andado mais. Isso é fundamental".

"Hoje foi muito complicado e eu tentei usar o tempo de pista que tinha e senti que foi bom, pude aprender muitas coisas. Então o negócio agora é lembrar dessas coisas, dar o feedback e seguir adiante".

"Como eu disse, tenho 100 voltas a menos que o ideal, e acho que Lance está em uma situação similar. Nós obviamente não conseguimos o que queríamos. Não é um grande problema, temos que seguir em frente".

Sebastian Vettel, Aston Martin AMR21

Sebastian Vettel, Aston Martin AMR21

A Aston Martin de Vettel foi a segunda equipe que menos andou na pré-temporada, a frente apenas da Mercedes. O alemão disse que entender o carro com mais quilometragem era mais importante o que tentar encontrar o limite com voltas rápidas, terminando seis segundos atrás do melhor tempo no domingo.

"Mais importante que apenas uma volta é entender o carro. Acho que fazer mais e mais voltas ajuda. Obviamente acaba sendo algo que não fizemos. Tenho certeza que na primeira corrida vamos ver onde estamos. Depois disso, ainda teremos outras 22 na sequência. Há tempo suficiente e será um ano cheio, mas vamos tentar começar bem".

O alemão disse que é impossível julgar onde a Aston Martin estaria no momento, mas admitiu que terá uma grande curva de aprendizagem pela frente.

"Onde estamos? É difícil dizer em termos de competitividade. Não tivemos muitas saídas iguais às dos demais para compararmos. Mas não acho que isso seja tão importante, porque saberemos em duas semanas, então tudo daqui a diante será especulação".

"Obviamente temos que aprender bastante sobre o carro em termos de ajustes e mais, mas acredito que todos estão na mesma posição. Com três dias de testes, é impossível fazer tudo. Então para nós as primeiras corridas será uma grande curva de aprendizado, mas vamos em frente".

PRÉ-TEMPORADA F1: VERSTAPPEN é o mais rápido e HAMILTON tem PROBLEMAS com MERCEDES; veja RAIO-X

Parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

PODCAST: Pré-temporada de 2021 da F1 será a mais crucial da era híbrida?

 

compartilhar
comentários
F1: Verstappen não vê garantias apesar da melhor pré-temporada com Red Bull

Artigo anterior

F1: Verstappen não vê garantias apesar da melhor pré-temporada com Red Bull

Próximo artigo

F1 deve aprovar corridas classificatórias em 2021 com teste no Brasil, mas proposta divide paddock

F1 deve aprovar corridas classificatórias em 2021 com teste no Brasil, mas proposta divide paddock
Carregar comentários