F1: Williams não tem plano B concreto se Sargeant não conquistar superlicença

Equipe diz ter confiança no americano, e deu a ele os treinos livres extras para "minimizar os riscos"

Logan Sargeant, Williams FW44

Após fazer no último sábado a confirmação (com asterisco) de Logan Sargeant para a temporada 2023 da Fórmula 1, a Williams revelou não ter um plano B concreto ara o próximo ano caso o americano não consiga os pontos necessários para a obtenção da superlicença.

No momento, Sargeant tem 28 pontos, podendo chegar a 30 caso tenha dois treinos livres com a Williams no México e em Abu Dhabi. Isso o deixaria precisando terminar a temporada da Fórmula 2 no top 6. Atualmente, ele é o terceiro colocado, apenas 12 pontos à frente do sétimo colocado, com 39 em jogo na última etapa do ano.

Leia também:

Mas a Williams diz não ter uma decisão firme sobre quem seria o segundo piloto ao lado de Alex Albon em 2023 se Sargeant não tiver os pontos necessários. Questionado pelo Motorsport.com sobre um possível plano B, o CEO Jost Capito disse: "Sim, mas não há algo concreto, não um nome".

"Haverão pilotos sem contratos. Há bons pilotos por aí e que têm os pontos de superlicença, então está tudo bem".

Logan Sargeant, Williams Racing

Logan Sargeant, Williams Racing

Photo by: Zak Mauger / Motorsport Images

É sabido que a Williams explorou várias possibilidades para substituir Nicholas Latifi em 2023. A equipe esperava assinar com Oscar Piastri em empréstimo com a Alpine, apenas para o australiano entrar na saga que terminou com ele na McLaren.

Nyck de Vries foi outro nome no radar após sua impressionante participação no lugar de Albon em Monza, mas ele acabou assinando com a AlphaTauri para substituir Gasly.

Capito afirma que as equipes precisam "jogar o jogo político" nas negociações do mercado de pilotos, mas acrescentou que a performance de Sargeant na F2 desde Silverstone ajudou a convencer a equipe de que ele está pronto.

Sargeant disse que "deixará para a Williams descobrir" quantos pontos ele precisa, e que seu objetivo é "apenas guiar o mais rápido possível sempre".

Capito explicou que as saídas extras para Sargeant tem como objetivo "minimizar ao máximo os riscos" em sua busca pela superlicença, além de ajudá-lo na preparação para 2023.

"Queremos preparar Logan ao máximo para o próximo ano. Isso significa que temos que maximizar o tempo dele no carro este ano, por isso ele fará três TL1. Isso dá ainda os pontos adicionais da superlicença. Isso não machuca, e ele ainda poderá fazer o teste em Abu Dhabi. É parte da preparação, deixando Logan na melhor posição possível para o próximo ano".

Onboard: veja uma volta virtual no Circuito das Américas, palco do GP dos Estados Unidos

Faça parte do Clube de Membros do Motorsport.com

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura durante nossos programas. Não perca!

Podcast Motorsport.com debate: quem poderá parar a Red Bull e Verstappen na F1?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Mateschitz assegurou futuro da Red Bull antes de sua morte, diz Horner
Próximo artigo F1: Produtor de filme com Brad Pitt, Hamilton quer fazer o “melhor filme sobre corridas”

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil