F1: Wolff diz que Mercedes não brinca de "dança das cadeiras" com seus pilotos

Fala do dirigente da Mercedes ainda deu uma cornetada na Red Bull, ao relembrar das trocas de pilotos na equipe austríaca durante a temporada

F1: Wolff diz que Mercedes não brinca de "dança das cadeiras" com seus pilotos

Após uma reportagem publicada pelo Daily Mail nesta semana, o chefe da Mercedes, Toto Wolff, tratou de refutar os rumores, afirmando que não brincará de "dança das cadeiras" com seus pilotos na Fórmula 1, descartando uma troca entre Valtteri Bottas e George Russell no meio da temporada.

A publicação afirmava que a Mercedes havia perdido a fé no finlandês e que, por isso, considerava uma troca ainda neste ano, já que Bottas está 37 pontos atrás de Lewis Hamilton na classificação, em quinto.

Leia também:

Mas a reportagem foi rapidamente contestada por Bottas, que chamou de "besteira", enquanto Hamilton mostrou seu apoio ao companheiro, pedindo que os críticos "dessem uma folga" ao finlandês.

Wolff deixou claro que a equipe nunca consideraria uma mudança no meio da temporada, fazendo uma referência às trocas feitas pela Red Bull em anos anteriores.

"A não ser que ele fique gripado e não possa pilotar, ele estará no carro", disse Wolff à Sky Sports F1. "Não vejo motivos para mudar. Eles ali [Red Bull] gostam de brincar de dança das cadeiras. Então não esperem mudanças".

"Se você não está feliz com sua esposa e começa a olhar para outras, isso não vai melhorar o relacionamento. Eu tento trabalhar no relacionamento com o meu piloto e buscar o melhor resultado possível com ele antes de começar a flertar com outros".

"Nunca fizemos isso. Obviamente as coisas podem mudar por qualquer razão, mas não é e nunca foi nosso plano. O próximo ano é o próximo ano".

Russell é considerado um sucessor na equipe, seja de Bottas, seja de Hamilton, após impressionar em sua trajetória com a Williams até aqui. O britânico correu com a Mercedes no Sakhir em 2020 substituindo Hamilton, largando de segundo e tendo boas condições de vencer.

Bottas e Hamilton ficam sem contrato ao final deste ano, mas Hamilton vem deixando claro que quer seguir correndo em 2022. Mas Wolff disse que ainda é cedo demais para discutir os planos de 2022, tendo dito anteriormente que a Mercedes ainda não abriu as negociações com Hamilton para um novo acordo.

F1 AO VIVO: Veja os DESTAQUES dos treinos livres para o GP da Espanha, em Barcelona | SEXTA-LIVRE

ThePlayer.com, a maior comunidade de apostas esportivas do mundo, está lançando o Desafio F1, o fantasy game que promete agitar a internet e distribuir muitos prêmios.

Para participar, basta se inscrever no ThePlayer.com e entrar na página do Fantasy, clicando aqui. Os vencedores serão conhecidos durante o programa PÓDIO MOTORSPORT, transmitido ao vivo no canal do Motorsport.com no YouTube.

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST #103: TELEMETRIA - Tudo sobre o GP da Espanha com Rico Penteado

 

compartilhar
comentários
F1: Verstappen bate Hamilton e lidera terceiro treino livre para o GP da Espanha, em Barcelona

Artigo anterior

F1: Verstappen bate Hamilton e lidera terceiro treino livre para o GP da Espanha, em Barcelona

Próximo artigo

Domenicali diz que F1 é "robusta" para superar aposentadoria de Hamilton

Domenicali diz que F1 é "robusta" para superar aposentadoria de Hamilton
Carregar comentários