Fórmula 1 GP da Cidade do México

Hamilton não estabelece 'prazo de validade' na Fórmula 1

Heptacampeão não vê ano complicado com equipe como motivo para desmotivação e mostra ansiedade para retornar ao topo

Lewis Hamilton, Mercedes W13

Lewis Hamilton "não está colocando um limite" em quanto tempo mais ele correrá na Fórmula 1 enquanto se prepara para discutir um novo contrato de vários anos com a Mercedes.

Leia também:

O sete vezes campeão mundial revelou em uma entrevista a uma mídia selecionada, incluindo o Motorsport.com em Austin, que planeja assinar um novo contrato nos próximos meses. O contrato existente de Hamilton com a Mercedes expira no final da temporada de 2023, mas ele deixou claro que pretende continuar além desse ponto enquanto busca o oitavo título mundial.

Questionado na quinta-feira no México por quanto tempo ele esperava ficar na F1, Hamilton respondeu: “Não estou colocando um limite nisso, para ser honesto. Estou planejando fazer um contrato de vários anos com minha equipe. Eu realmente não sei o que os próximos cinco anos [guardam], acho que ainda estamos tentando trabalhar nisso.

“Há muitas coisas boas que estão sendo colocadas em prática, como eu acabei de lançar uma produtora [de filmes] esta semana. Mas eu me sinto ótimo, na mente e no corpo. Acho que há mais coisas para alcançarmos juntos. Só não sei [quanto tempo].”

Lewis Hamilton, Mercedes W13

Lewis Hamilton, Mercedes W13

Photo by: Erik Junius

Hamilton brincou que se o ex-companheiro de equipe e rival Fernando Alonso deixar a F1, então “talvez eu pense duas vezes, porque serei o piloto mais velho então!” Aos 37 anos, Hamilton mostrou poucos sinais de desaceleração nos últimos tempos, mesmo em uma campanha difícil em que viu a Mercedes lutar para desafiar Red Bull e Ferrari.

O britânico tem três corridas restantes este ano para evitar a primeira campanha sem vitórias de sua carreira, tendo empatado o recorde de Michael Schumacher em 2021 ai completar 15 temporadas seguidas com triunfos.

Hamilton sentiu que era "difícil dizer" como as lutas deste ano com a Mercedes afetaram sua motivação, mas deixou claro que sua paixão e determinação para mudar as coisas continuavam fortes como sempre.

“A cada ano você tem que se perguntar o que está disposto a dar, dar tanto, se não mais, do que quando começou”, disse Hamilton.

“Você está disposto a desistir de todo o seu tempo para se preparar, treinar e trabalhar com a equipe e entregar? Se surgir o momento em que estou chegando e estou apenas indo, é quando, em primeiro lugar, não pertencerei aqui e não merecerei uma posição aqui e quando devo parar.

“Eu me pergunto se sou capaz de fazer isso e se quero fazer e a resposta é sim. Temos um campeonato que precisamos recuperar e eu amo a missão e esse desafio com minha equipe.”

Lewis Hamilton, Mercedes W13

Lewis Hamilton, Mercedes W13

Photo by: Erik Junius

Hamilton e Mercedes trabalharam duro ao longo da temporada para tentar entender os problemas que enfrentaram com o carro W13, particularmente o problema de salto que o acometeu no início do ano. Os desenvolvimentos da equipe ajudaram a aproximá-la do pelotão da frente, permitindo que o heptacampeão chegasse a sete voltas da vitória no último fim de semana em Austin, apenas para perder para Max Verstappen nos estágios finais.

O britânico creditou o trabalho que todos na Mercedes fizeram este ano, dizendo que foi “lindo ver a jornada que todos individualmente” fizeram, bem como equipe.

“Nós nos unimos, nos juntamos, nos aproximamos um do outro, fomos mais abertos e, com uma sala realmente cheia de homens com mais frequência, eles mostram mais sua vulnerabilidade”, disse ele.

“Foi um processo muito interessante e sou grato por fazer parte disso. Mal posso esperar pelo tempo em que voltaremos ao sucesso, que finalmente consigamos essa vitória e conquistemos o campeonato. Vai fazer com que todos esses momentos difíceis valham a pena.”

VÍDEO: Dê uma volta virtual no circuito do Autódromo Hermanos Rodríguez, no México

Faça parte do Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast Motorsport.com debate: quem poderá parar a Red Bull e Verstappen na Fórmula 1?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

 
 
 
 
 
 
 

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Conheça os 13 erros da Red Bull que levaram à violação do teto orçamentário, segundo a FIA
Próximo artigo F1 AO VIVO: Acompanhe o primeiro treino livre para o GP da Cidade do México em Tempo Real

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil