Hamilton se diz "honrado" ao quebrar recorde de pódios de Schumacher: "Todos crescemos vendo Michael e sonhamos em chegar na F1"

compartilhar
comentários
Hamilton se diz "honrado" ao quebrar recorde de pódios de Schumacher: "Todos crescemos vendo Michael e sonhamos em chegar na F1"
Por:
, Editor

Com vitória no GP da Espanha, Hamilton chegou a 156 pódios e ultrapassou a marca do alemão, que era o recordista desde 2002

Com a vitória dominante no GP da Espanha de Fórmula 1 do último domingo, o hexacampeão Lewis Hamilton escreveu mais um capítulo na história do Mundial, superando Michael Schumacher e se tornando o piloto com o maior número de pódios, com 156 contra 155 do alemão. 

O resultado, que aumentou sua vantagem na liderança para 37 pontos, marcou também sua 88ª vitória da carreira, deixando o britânico a apenas três da marca histórica de Schumacher, de 91.

Leia também:

Schumacher era o recordista de pódios da F1 desde o GP da Grã-Bretanha de 2002, quando ultrapassou a marca vigente, de 106 pódios de Alain Prost. O alemão terminou sua carreira com 155.

Perguntado após a prova sobre bater a marca de Schumacher com a vitória na Espanha, Hamilton disse que é "muito estranho" bater uma marca de um piloto que é um exemplo para ele.

"Todos nós no grid crescemos vendo Michael e sonhamos em chegar aqui um dia", disse. "O que está acontecendo agora vai muito além do que eu imaginava quando criança. Diariamente, sou incrivelmente grato pela oportunidade que tenho".

"Para mim, Michael era um piloto e um atleta incrível. Então eu sempre me sinto honrado por ser mencionado na mesma frase que ele, assim como Ayrton [Senna] e [Juan Manuel] Fangio".

"É muito legal. E espero que a família Hamilton também esteja orgulhosa".

Hamilton esteve no pódio em mais de 60% das corridas que participou desde sua estreia na F1 em 2007. O percentual de pódios de Schumacher está em 50,32%, com seu último vindo no GP da Europa de 2012 em Valência, quando corria pela Mercedes.

Dos pilotos com mais de uma largada, a porcentagem de Hamilton fica atrás apenas de Luigi Fagioli e Fangio. Fagioli conquistou seis pódios em sete provas disputadas entre 1950 e 1951, totalizando 85% de aproveitamento, enquanto Fangio esteve entre os três primeiros em 35 de 52 corridas, fechando 67,31%.

O próximo recorde de Schumacher que Hamilton pode bater são as 91 vitórias, que pode ser quebrado já no GP da Rússia em setembro, caso ele vença as próximas quatro corridas (Spa, Monza, Mugello e Sochi).

Hamilton também pode empatar com o alemão no número de títulos conquistados em 2020.

PÓDIO: O passeio de Hamilton na Espanha com Felipe Motta, Thiago Camilo e Rico Penteado

PODCAST: O que aconteceria em um duelo Hamilton X Verstappen em igualdade de condições?

 

Nelson Piquet terá carreira registrada em livro, em projeto conduzido por Nelsinho

Artigo anterior

Nelson Piquet terá carreira registrada em livro, em projeto conduzido por Nelsinho

Próximo artigo

F1: Bottas admite que sonho do Mundial está "cada vez mais distante"

F1: Bottas admite que sonho do Mundial está "cada vez mais distante"
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP da Espanha
Pilotos Michael Schumacher , Lewis Hamilton
Equipes Mercedes
Autor Luke Smith