Magnussen está "em paz" com corrida final na F1, mas despedida da Haas será "parte mais triste"

O dinamarquês afirmou que criou uma relação muito próxima com os membros da equipe norte-americana ao longo dos últimos quatro anos

Magnussen está "em paz" com corrida final na F1, mas despedida da Haas será "parte mais triste"

Neste final de semana, Kevin Magnussen fará sua última corrida como piloto da Haas na Fórmula 1 no GP de Abu Dhabi. E o dinamarquês afirmou que está pronto para tratar essa como sua última prova na categoria, uma decisão que o deixa "em paz".

No próximo ano, Magnussen correrá na IMSA pela Chip Ganassi, correndo com um Cadillac na classe DPi, a principal da categoria. Esse será um passo diferente na trajetória do dinamarquês, encerrando uma trajetória na F1 iniciada em 2014 com a McLaren.

Leia também:

Perguntado pelo Motorsport.com se ele estava tratando o GP de Abu Dhabi como sua última corrida, Magnussen disse que está pronto para dar adeus à F1.

"Estou em paz com isso. Sabemos que no automobilismo não podemos dizer que algo nunca mais vai acontecer. Na F1 muitas coisas podem acontecer. Mas estou pronto para chamar essa de a minha última corrida. Vou com tudo para curtir, pilotar esse carro que me traz tanta satisfação e relembrar dessa oportunidade maravilhosa que tive".

"Eu cresci sonhando com a F1 e querendo chegar até aqui e fazer disso a minha carreira. Então é algo que me faz sentir muito sortudo e privilegiado por ter conseguido".

Magnussen fez sua estreia na F1 em 2014 com a McLaren. terminando em segundo já em sua primeira corrida, mas perdeu a vaga na equipe para o ano seguinte com a chegada de Fernando Alonso. O dinamarquês chegou ao final de 2014 incerto sobre seu futuro na equipe, que ainda não havia decidido se manteria ele ou Jenson Button.

Mas ele sente que as emoções são muito diferentes neste final de semana, permitindo que ele possa curtir mais.

"Não estou triste nem nada. Não é parecido como 2014, quando eu estava muito nervoso sobre tudo. Lembro que Abu Dhabi foi uma corrida terrível. Havia tanta incerteza sobre a vaga e isso foi se arrastando e, eventualmente, eles me dispensaram".

"Lembro de ficar muito triste e deprimido com isso. Mas agora, com alguns anos na F1, mal posso esperar pelo próximo passo. É muito animador e é algo que estou contando os dias".

Magnussen disse que a parte mais triste do final de semana será a despedida de seus mecânicos e a equipe no domingo.

"Certamente, quando eu parar o carro, vou pensar sobre estar saindo de dentro de um carro de F1 pela última vez. Mas o principal, o que será mais emocionante, é dizer adeus a todo o pessoal da Haas. É um pessoal que eu me aproximei muito, pessoas que me apoiaram ao longo dos anos e que eu criei uma amizade".

"Certamente vou sentir falta de trabalhar com eles ao longo do final de semana. Acho que essa será a parte mais triste".

Todas as notícias sobre o GP de Abu Dhabi de F1 você acompanha no Motorsport.com e em nosso canal no YouTube. Fique por dentro de todas as novidades e análises, além de conferir nossos programas e vídeos!

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

TELEMETRIA: Entenda IMPACTO de Russell na Mercedes e raio-x de GP de Abu Dhabi com Rico Penteado

PODCAST: 'Show' de Russell pode gerar problema para Mercedes?

 

compartilhar
comentários
Aitken segue sem saber se terá nova chance com Williams em Abu Dhabi
Artigo anterior

Aitken segue sem saber se terá nova chance com Williams em Abu Dhabi

Próximo artigo

Com futuro incerto na F1, Fittipaldi fala qual seria "cenário ideal" para 2021

Com futuro incerto na F1, Fittipaldi fala qual seria "cenário ideal" para 2021
Carregar comentários