Max diz que experiência em quadriciclo o ajudou no Brasil

Holandês afirma que prática com veículo e no kart em piso molhado o ajudaram a evitar acidente em Interlagos

Max diz que experiência em quadriciclo o ajudou no Brasil
Ayrton Senna, Damon Hill
Ayrton Senna corta o pelotão com Alain Prost na liderança
Max Verstappen, Red Bull Racing RB12 and team mate Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB12 battle for position
Max Verstappen, Red Bull Racing RB12 leads Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid leads team mate Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid and Max Verstappen, Red Bull Racing RB12 out of the pits
Max Verstappen, Red Bull Racing RB12
(L to R): Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid and Max Verstappen, Red Bull Racing RB12 battle for position
Max Verstappen, Red Bull Racing RB12 celebrates his third position at the end of the race
Max Verstappen, Red Bull Racing RB12

Antes de seu brilhante desempenho na pista de Interlagos, que resultou no pódio, Max Verstappen quase viu sua corrida terminar mais cedo, após grande salvada quando estava na segunda posição, à frente de Nico Rosberg.

Falando em um evento da Red Bull em Abu Dhabi, o holandês falou como ele conseguiu se recuperar, além de não se apavorar com a manobra que poderia o deixar de fora da prova.

"Quando eu rodei, apertei os freios e bloqueei as quatro rodas", explicou. "Então, eu deixei o volante reto porque se você virá-lo, você começa a girar."

"Então, quando eu vi que a frente estava deslizando na direção certa, percebi foi a maneira perfeita, mas eu estava chegando na barreira, soltei os freios e as rodas começaram a girar novamente. Eu estava no controle de novo."

"Você precisa da sorte que o carro se mova na direção certa, porque se ele começar a rodar, então você tem um problema."

Verstappen disse que a experiência nos quadriciclos na neve e no kart com piso molhado, tinha lhe ensinado tudo sobre como sair de uma situação como aquela.

"É algo que você aprende ao guiar um quadriciclo na neve ou no kart", explicou. "Você sempre tenta corrigir esses veículos. É algo que tenho feito desde quando eu era muito jovem."

Comparações a Senna

A recuperação brilhante de Verstappen em Interlagos foi comparada às atuações de Ayrton Senna e Michael Schumacher. Mas, apesar dos elogios, o holandês insistiu que não se deixa levar por eles.

"É bom com certeza, mas acho que também é importante ficar muito neutro sobre isso", disse ele. "Foi uma grande corrida, mas já acabou."

"No dia seguinte eu ainda estava muito contente com o desempenho. Foi muito difícil e no final fiquei muito contente de terminar a corrida porque o último setor estava muito difícil de guiar."

Quando perguntado se estava surpreso que outros pilotos não estavam adotando sua tática, buscando a melhor aderência, mesmo no período de Safety Car, Verstappen disse: "eu estava muito feliz que eles não fizeram isso."

"É algo que meu pai me ensinou, mesmo quando você está atrás do carro de segurança ou algo assim e você não pode ir com tudo, você sempre tenta encontrar a aderência, especialmente no molhado."

"Então, para mim, sempre foi muito natural, desde muito jovem tenho feito isso, mesmo na F3."

compartilhar
comentários
Após doação, anunciante tenta retomar parceria com Perez

Artigo anterior

Após doação, anunciante tenta retomar parceria com Perez

Próximo artigo

Gutierrez diz que fará pazes com time após discussão

Gutierrez diz que fará pazes com time após discussão
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP do Brasil
Localização Autódromo José Carlos Pace
Pilotos Max Verstappen
Equipes Red Bull Racing
Autor Jonathan Noble