Para Sainz, saída de Ricciardo do grid mostra natureza brutal da Fórmula 1

A provável saída do australiano é a prova perfeita de como pilotos são tão bons quanto sua última corrida na visão do espanhol da Ferrari

Daniel Ricciardo, McLaren and Carlos Sainz Jr., Ferrari

Após duas temporadas decepcionantes com a McLaren, Daniel Ricciardo está deixando a equipe de Woking no final deste ano, e provavelmente a Fórmula 1, depois que ambas as partes concordaram uma separação mútua em encerrar o contrato mais cedo.

Leia também:

Ricciardo originalmente esperava ser capaz de garantir uma vaga no grid para 2023, mas, com suas opções agora diminuindo – já que apenas Haas e Williams têm vagas – o piloto admitiu recentemente que estava enfrentando a possibilidade de não correr no próximo ano. Ele também foi associado a um papel de piloto reserva na Mercedes para a próxima temporada, antes de um esforço para conseguir um lugar no grid de 2024 da categoria.

Para Carlos Sainz, que foi substituído na Renault e na McLaren por Ricciardo, a situação difícil do australiano é o principal exemplo de como os pilotos de F1 têm que se comportar toda vez que estão em um carro – e eles não podem simplesmente descansar sobre as glórias.

“Todo piloto sabe disso, porque acontece com todos nós em menor escala em todas as corridas”, disse Sainz ao Motorsport.com. “Você é sempre tão bom quanto sua última corrida, infelizmente, neste esporte. Se isso for ampliado para uma temporada, então você é tão bom quanto sua última temporada e é por isso que Daniel está em uma situação tão difícil.

“Ninguém se lembra dos seus dias bons, só conta se você estiver meio segundo na última qualificação ou na última temporada. E não há nada que possamos fazer sobre isso. É como o esporte nos avalia, é como o esporte nos trata.

“É por isso que os altos são tão altos. Quando você ganha, você é um herói: seu melhor fim de semana e você é o melhor piloto do mundo. Ninguém é melhor do que você. Mas então, quando você passa por um momento ruim, é um esporte muito difícil.”

Daniel Ricciardo, McLaren MCL36, Carlos Sainz, Ferrari F1-75

Daniel Ricciardo, McLaren MCL36, Carlos Sainz, Ferrari F1-75

Photo by: Mark Sutton / Motorsport Images

Sainz disse que tinha muita simpatia por Ricciardo, que chegou à McLaren com um contrato original de três anos porque parecia haver poucas dúvidas sobre seu potencial para a equipe. No entanto, desde que lutou para se sentir confortável com os carros da equipe, ele se viu ofuscado por seu companheiro de equipe Lando Norris.

O espanhol acrescentou: “Sinto por Daniel porque sei o quão bom ele é. Eu sempre o avaliei super bem. Ele se viu em um carro e em uma equipe em que talvez não se sentisse confortável e isso é o suficiente para sua carreira começar a seguir um caminho diferente.

“Ele pode tirar um ano de folga, ou não. Mas se ele voltar em dois anos e vencer uma corrida, ninguém se lembrará dos dois anos com a McLaren. É por isso que na F1 você sempre precisa se concentrar na próxima corrida, porque na próxima você pode mudar a impressão de todos.”

Faça parte do Clube de Membros do Motorsport.com

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura durante nossos programas. Não perca!

Podcast Motorsport.com #200 - F1 virá 'vidraça': é preciso um 'choque de realidade'?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior Ayrton Senna é destaque em exposição da F1 em São Paulo
Próximo artigo TELEMETRIA: Rico Penteado explica tudo sobre o Circuito das Américas e o GP dos Estados Unidos de F1

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil