Fórmula 1
11 jun
-
14 jun
Próximo evento em
72 dias
25 jun
-
28 jun
Próximo evento em
86 dias
R
GP da Áustria
02 jul
-
05 jul
Próximo evento em
93 dias
30 jul
-
02 ago
Próximo evento em
121 dias
R
GP da Bélgica
27 ago
-
30 ago
Próximo evento em
149 dias
03 set
-
06 set
Próximo evento em
156 dias
R
GP de Singapura
17 set
-
20 set
Próximo evento em
170 dias
24 set
-
27 set
Próximo evento em
177 dias
08 out
-
11 out
Próximo evento em
191 dias
R
GP dos Estados Unidos
22 out
-
25 out
Próximo evento em
205 dias
29 out
-
01 nov
Próximo evento em
212 dias
12 nov
-
15 nov
Próximo evento em
226 dias
R
GP de Abu Dhabi
26 nov
-
29 nov
Próximo evento em
240 dias

Russell: acordo de Norris com McLaren me ajudou a fechar com Williams

compartilhar
comentários
Russell: acordo de Norris com McLaren me ajudou a fechar com Williams
Por:
20 de jan de 2019 17:29

Inglês acredita que definição de rival da Fórmula 2 com McLaren o ajudou a pressionar Williams a contratá-lo para 2019

Lando Norris foi contratado pela McLaren pouco depois do GP da Itália, em setembro, mas naquele momento, o piloto da ART Grand Prix, George Russell, havia superado seu rival da Carlin na liderança da F2.

"O anúncio de Lando tão cedo me ajudou a empurrar a Williams para o meu caminho", explicou Russell.

"Porque se eu estivesse à frente dele no campeonato e a McLaren acreditasse que ele [Norris] era digno de um lugar na Fórmula 1, isso mostraria que havia alguns bons sinais para mim e provavelmente colocado mais pressão para Williams dizer ‘temos que ir atrás de George porque ele é o cara que está ganhando a F2'. ”

Russell garantiu seu lugar no início de outubro, e será companheiro de Robert Kubica na temporada 2019.

Ele conseguiu sete vitórias para o título da F2, igualando o recorde de todos os tempos de Charles Leclerc e Stoffel Vandoorne. Ele também se juntou a Leclerc, Lewis Hamilton, Nico Rosberg e Nico Hulkenberg ao ser campeão em sua temporada de estreia.

No entanto, não foi muito fácil para Russell, pois ele sofreu mais problemas do que muitos de seus rivais em 2018.

No Bahrein, ele teve um início lento devido à embreagem, enquanto uma etapa depois ele foi jogado para fora da pista por Nyck de Vries enquanto liderava em Baku.

Uma falha de motor no treino em Mônaco em sua primeira experiência no local comprometeu desempenho, um problema de embreagem em Hungaroring e um problema no sensor de aceleração em Paul Ricard também atrapalharam seu progresso.

Mas Russell diz que acredita que os responsáveis ​​por suas oportunidades de carreira observaram bem os resultados iniciais.

“Sempre que tive minhas conversas com a Mercedes e Toto [Wolff, chefe da Mercedes], eles entenderam o que estava acontecendo e entenderam o meu verdadeiro potencial”, acrescentou Russell. "Eles não olhavam apenas a classificação geral e os pontos que perdemos.”

“Isso foi revigorante em minha mente, que enquanto eles estavam felizes, eles eram os caras que iriam fazer a diferença na minha carreira.”

“Aprendi a reconhecer as pessoas que você precisa agradar. As pessoas que eu precisava agradar naquele momento eram ART e a Mercedes, e agora eles são a Williams e a Mercedes.”

"Não importa o que todo mundo pensa, qual é a percepção. Enquanto eles acharem que estou fazendo um bom trabalho, isso é tudo que importa para mim.”

George Russell, ART Grand Prix

George Russell, ART Grand Prix

Photo by: FIA Formula 2

Próximo artigo
De “disfarçado” à Ferrari: a trajetória de Mick Schumacher nas pistas

Artigo anterior

De “disfarçado” à Ferrari: a trajetória de Mick Schumacher nas pistas

Próximo artigo

HWA anuncia parceria com equipe de Fórmula 2

HWA anuncia parceria com equipe de Fórmula 2
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1 , FIA F2
Pilotos George Russell , Lando Norris
Equipes Williams
Autor Jack Benyon