Entenda por que Nelson Piquet é um dos campeões mais formidáveis da F1

compartilhar
comentários
Entenda por que Nelson Piquet é um dos campeões mais formidáveis da F1
Por:

Editor global do Motorsport.com, Charles Bradley esmiuça a carreira do tricampeão mundial de F1

O tricampeão Nelson Piquet foi uma das maiores estrelas da Fórmula 1 na década de 1980, enfrentando os rivais Alain Prost, Nigel Mansell e Ayrton Senna - e desfrutando de sua parcela de sucesso contra eles.

Leia também:

Depois de desistir de uma promissora carreira no tênis, Piquet ascendeu na trajetória em monopostos, seguindo o conselho de outro grande brasileiro, Emerson Fittipaldi. Daí em diante, foi para a Europa seguir seu sonho na F1.

Após batalhas duras na Fórmula 3 britânica contra Derek Warwick, Piquet fez suas primeiras provas na F1 com as máquinas de Ensign e McLaren em 1978, antes de encontrar uma equipe na Brabham em 1979. Veja os carros de 'Nelsão' na F1 abaixo:

Galeria
Lista

1978 - Ensign N177

1978 - Ensign N177
1/20

Foto de: LAT Images

1978 - McLaren M23 (BS Fabrications)

1978 - McLaren M23 (BS Fabrications)
2/20

Foto de: LAT Images

1978-79 - Brabham BT46

1978-79 - Brabham BT46
3/20

Foto de: Sutton Motorsport Images

1979 - Brabham BT48

1979 - Brabham BT48
4/20

Foto de: LAT Images

1979-80 - Brabham BT49

1979-80 - Brabham BT49
5/20

Foto de: Sutton Motorsport Images

1981 - Brabham BT49C

1981 - Brabham BT49C
6/20

Foto de: LAT Images

1982 - Brabham BT50

1982 - Brabham BT50
7/20

Foto de: LAT Images

1982 - Brabham BT49D

1982 - Brabham BT49D
8/20

Foto de: LAT Images

1983 - Brabham BT52

1983 - Brabham BT52
9/20

Foto de: BMW AG

1983 - Brabham BT52B

1983 - Brabham BT52B
10/20

Foto de: Sutton Motorsport Images

1984 - Brabham BT53

1984 - Brabham BT53
11/20

Foto de: Rainer W. Schlegelmilch

1985 - Brabham BT54

1985 - Brabham BT54
12/20

Foto de: Jean-Philippe Legrand

1986 - Williams FW11

1986 - Williams FW11
13/20

Foto de: LAT Images

1987 - Williams FW11B

1987 - Williams FW11B
14/20

Foto de: Sutton Motorsport Images

1988 - Lotus 100T

1988 - Lotus 100T
15/20

Foto de: LAT Images

1989 - Lotus 101

1989 - Lotus 101
16/20

Foto de: LAT Images

1990 - Benetton B189B

1990 - Benetton B189B
17/20

Foto de: Sutton Motorsport Images

1990 - Benetton B190

1990 - Benetton B190
18/20

Foto de: Sutton Motorsport Images

1991 - Benetton B190B

1991 - Benetton B190B
19/20

Foto de: Ercole Colombo

1991 - Benetton B191

1991 - Benetton B191
20/20

Foto de: LAT Images

Na Brabham - que era de propriedade de Bernie Ecclestone, de administração de Herbie Blash e tinha carros projetados por Gordon Murray - Piquet mostrou seu potencial, sua velocidade e sua capacidade inovadora em relação aos carros.

Piquet ficou logo atrás de Alan Jones e da Williams em 1980, mas foi o grande nome de 1981 para vencer seu primeiro campeonato mundial - derrotando o outro piloto de Williams, Carlos Reutemann. Relembre as vitórias do brasileiro na F1:

Galeria
Lista

1980 - GP dos EUA Oeste (Long Beach)

1980 - GP dos EUA Oeste (Long Beach)
1/23

Foto de: LAT Images

1980 - GP da Holanda

1980 - GP da Holanda
2/23

Foto de: Rainer W. Schlegelmilch

1980 - GP da Itália

1980 - GP da Itália
3/23

Foto de: LAT Images

1981 - GP da Argentina

1981 - GP da Argentina
4/23

Foto de: David Phipps

1981 - GP de San Marino

1981 - GP de San Marino
5/23

Foto de: Rainer W. Schlegelmilch

1981 - GP da Alemanha

1981 - GP da Alemanha
6/23

Foto de: Rainer W. Schlegelmilch

1982 - GP do Canadá

1982 - GP do Canadá
7/23

Foto de: LAT Images

1983 - GP do Brasil

1983 - GP do Brasil
8/23

Foto de: LAT Images

1983 - GP da Itália

1983 - GP da Itália
9/23

Foto de: LAT Images

1983 - GP da Europa (Brands Hatch)

1983 - GP da Europa (Brands Hatch)
10/23

Foto de: Sutton Motorsport Images

1984 - GP do Canadá

1984 - GP do Canadá
11/23

Foto de: LAT Images

1984 - GP dos EUA (Detroit)

1984 - GP dos EUA (Detroit)
12/23

Foto de: Mark Sutton / Motorsport Images

1985 - GP da França

1985 - GP da França
13/23

Foto de: LAT Images

1986 - GP do Brasil

1986 - GP do Brasil
14/23

Foto de: LAT Images

1986 - GP da Alemanha

1986 - GP da Alemanha
15/23

Foto de: Sutton Motorsport Images

1986 - GP da Hungria

1986 - GP da Hungria
16/23

Foto de: LAT Images

1986 - GP da Itália

1986 - GP da Itália
17/23

Foto de: Sutton Motorsport Images

1987 - GP da Alemanha

1987 - GP da Alemanha
18/23

Foto de: LAT Images

1987 - GP da Hungria

1987 - GP da Hungria
19/23

Foto de: LAT Images

1987 - GP da Itália

1987 - GP da Itália
20/23

Foto de: LAT Images

1990 - GP do Japão

1990 - GP do Japão
21/23

Foto de: LAT Images

1990 - GP da Austrália

1990 - GP da Austrália
22/23

Foto de: LAT Images

1991 - GP do Canadá

1991 - GP do Canadá
23/23

Foto de: LAT Images

Depois de um ano desenvolvendo o motor turbo da BMW em 1982, Piquet venceu o título novamente em 1983, usando o BT52 da Brabham para derrotar Alain Prost da Renault em um final dramático da temporada.

Gordon Murray fala sobre Piquet

Murray disse que Piquet era “um piloto fantástico com muito talento natural. Foi um prazer e privilégio trabalhar ao lado dele. Ele fazia parte da família - e digo isso com convicção. Tínhamos uma família, era muito mais que uma equipe”.

“Foi paixão e dedicação naqueles tempos. Costumávamos trabalhar o modelo de túnel de vento na traseira do carro e ir até a Universidade de Southampton para fazer os testes. Nelson estava lá para cada minuto de desenvolvimento e aprendia tudo. Do ponto de vista da engenharia, tivemos um relacionamento fantástico. Isso porque ele era absolutamente dedicado”, completou o icônico projetista.

Piquet comenta os anos de Brabham

“Foi fantástico, estivemos juntos por sete anos e conquistamos dois campeonatos juntos. Era uma grande atmosfera familiar. Aprender e trabalhar com uma equipe foi a coisa mais importante”, relembra o brasileiro. Em 1984, Piquet conquistaria nove pole positions - igualando o recorde da F1 na época -, mas apenas duas vitórias, já que falhas no turbocompressor lhe custaram caro e o restringiram à quinta posição no campeonato.

Quando a Michelin saiu da F1 no fim da temporada, a decisão de Ecclestone de mudar para a Pirelli em vez dos superiores pneus da Goodyears seria um fator limitante para 1985, com Piquet conquistando uma vitória. Assim, quando Frank Williams lhe ofereceu um salário muito superior para se juntar a uma equipe da Williams-Honda claramente em ascensão, Nelson aproveitou a chance.

Relação com a Williams

Em 1986, terminou em terceiro, atrás de Alain Prost e do companheiro Nigel Mansell, mas em 87 o brasileiro venceria os dois para conquistar seu terceiro campeonato. Mesmo com um acidente horrível em treino em Ímola, que o levou a perder aquela corrida.

Piquet afirma que seu último título foi o mais difícil: “Tive que lutar com tudo, contra outros pilotos e dentro do minha equipe - estar em um time inglês com um colega inglês e vencer o campeonato não foi fácil!”.

“Eu tive que tentar criar uma divisão na equipe, para sobreviver e tentar ganhar o campeonato. Foi um ano muito difícil, pode acreditar nisso”, relembra o brasileiro, cuja primeira vitória na F1 completou 40 anos nesta segunda.

A atmosfera na Williams pesou: Piquet optou por sair no final do ano para a Lotus, onde obteve o status de número um ao lado do companheiro Satoru Nakajima. Na nova equipe, também teria os motores Honda.

Galeria
Lista

Nelson Piquet, Lotus 100T Honda

Nelson Piquet, Lotus 100T Honda
1/10

Foto de: LAT Images

Nelson Piquet, Lotus 100T Honda

Nelson Piquet, Lotus 100T Honda
2/10

Foto de: LAT Images

Ayrton Senna, McLaren, Nelson Piquet, Lotus, Alain Prost, McLaren

Ayrton Senna, McLaren, Nelson Piquet, Lotus, Alain Prost, McLaren
3/10

Foto de: LAT Images

Nelson Piquet, Lotus 101 Judd

Nelson Piquet, Lotus 101 Judd
4/10

Foto de: LAT Images

Nelson Piquet, Lotus 101

Nelson Piquet, Lotus 101
5/10

Foto de: Sutton Motorsport Images

Nelson Piquet, Benetton B190 Ford

Nelson Piquet, Benetton B190 Ford
6/10

Foto de: LAT Images

Nelson Piquet, Benetton; Nigel Mansell, Ferrari

Nelson Piquet, Benetton; Nigel Mansell, Ferrari
7/10

Foto de: LAT Images

Nelson Piquet, Roberto Moreno, Aguri Suzuki

Nelson Piquet, Roberto Moreno, Aguri Suzuki
8/10

Foto de: LAT Images

Nelson Piquet, Benetton B191 Ford

Nelson Piquet, Benetton B191 Ford
9/10

Foto de: LAT Images

Nelson Piquet, Benetton B191 Ford

Nelson Piquet, Benetton B191 Ford
10/10

Foto de: LAT Images

Depois de um período frustrante de dois anos na Lotus, com a equipe sendo atropelada pela McLaren usando o mesmo motor em 1988 e depois perdendo o contrato e sendo forçada a usar motores Judd em 89, Piquet foi para a Benetton encerrar a carreira.

Ao vencer as duas últimas corridas de 1990, Piquet saltou para o terceiro lugar na classificação dos pilotos daquela temporada e, no ano seguinte, conseguiu sua vitória final no Canadá, às custas do grande rival Nigel Mansell.

Ao fim do campeonato de 1991, Piquet deixou a F1 com 23 vitórias. Ele se aposentou para se concentrar em seus interesses empresariais, sendo especialmente bem-sucedido com um produto de sistema de rastreamento de GPS para veículos.

Ele também tentou a glória nas 500 Milhas de Indianápolis de 1992, mas acabou sofrendo ferimentos graves nas pernas em um terrível acidente de treino - antes de se recuperar e voltar a competir em 1993.

Galeria
Lista

Nelson Piquet na Indy 500 em 1992

Nelson Piquet na Indy 500 em 1992
1/3

Foto de: Indianapolis Motor Speedway

#39 Bigazzi Team McLaren F1 GTR: Nelson Piquet, Johnny Cecotto, Danny Sullivan

#39 Bigazzi Team McLaren F1 GTR: Nelson Piquet, Johnny Cecotto, Danny Sullivan
2/3

Foto de: Jean-Philippe Legrand

#42 Team BMW Motorsport McLaren F1 GTR BMW: JJ Lehto, Steve Soper, Nelson Piquet

#42 Team BMW Motorsport McLaren F1 GTR BMW: JJ Lehto, Steve Soper, Nelson Piquet
3/3

Foto de: Sutton Motorsport Images

Piquet e as 24 Horas de Le Mans

Piquet disputou duas vezes as 24 Horas de Le Mans, terminando em oitavo com a McLaren ao lado de Johnny Cecotto e Danny Sullivan em 1996, mas falhando em terminar um ano depois, quando juntou-se a JJ Lehto e Steve Soper em um carro BMW Motorsport.

Sua última corrida foi nas Mil Milhas Brasileiras de 2006, em Interlagos, onde compartilhou a vitória no Aston Martin DBR9 com o filho Nelsinho, Hélio Castroneves e Christophe Bouchut. Hoje, Piquet brinca: "Quando parei de correr, vi como minhas férias eram boas!"

F1 na Band e passagem de bastão: saiba as curiosidades sobre a primeira vitória de Piquet na F1

Artigo anterior

F1 na Band e passagem de bastão: saiba as curiosidades sobre a primeira vitória de Piquet na F1

Próximo artigo

Planos da Aston Martin na F1 seguem em curso, apesar de problemas financeiros

Planos da Aston Martin na F1 seguem em curso, apesar de problemas financeiros
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Nelson Piquet
Equipes Williams , Brabham
Autor Charles Bradley