Verstappen: carros de 2017 poderão ser mais fáceis de guiar

Holandês desmistifica o fato de que os carros da Fórmula 1 do próximo ano trarão um desafio extra para pilotos

Verstappen: carros de 2017 poderão ser mais fáceis de guiar
Max Verstappen, Red Bull Racing RB12
Max Verstappen, Red Bull Racing
Max Verstappen, Red Bull Racing RB12
Max Verstappen, Red Bull Racing RB12
Max Verstappen, Red Bull Racing RB12
Max Verstappen, Red Bull Racing RB12

Os carros da Fórmula 1 estão passando por uma grande revisão técnica para a próxima temporada. As asas maiores, os carros e pneus mais largos deverão fazer os tempos de volta cair em até cinco segundos.

Embora haja esperança de que a velocidade coloque uma maior dificuldade aos pilotos, Max Verstappen não está tão convencido de que as coisas vão mudar drasticamente.

Depois de testar o carro de 2017 no simulador da Red Bull, ele acha que a maior diferença será simplesmente de que os pilotos precisarão ser mais fortes, ao invés de mais corajosos quando se trata de encontrar os limites.

"Eu não digo que terão que ter mais coragem, porque você tem muito mais aderência, o que pode deixar as coisas mais fáceis", disse Verstappen em uma entrevista exclusiva ao Motorsport.com.

"Às vezes, com os carros atuais, eles estão no limite em algumas curvas de alta velocidade. No próximo ano poderemos fazê-las com os olhos fechados."

"Então isso não é uma questão de coragem, porque você só tem que ser fisicamente mais forte, então acho que, no geral, pelo que vi no simulador, isso torna o carro mais fácil guiar."

Verstappen acredita que a borracha é um aspecto que ainda precisa ser apresentado. Foi pedido à Pirelli tirar a característica de degradação térmica dos pneus atuais.

"Espero que os pneus não aqueçam tanto", disse Max. "Mas você não sabe como será, porque eles serão maiores também, então temos que esperar e ver."

Visual atraente

Uma coisa que Verstappen gosta é a aparência dos carros, que serão mais atraentes para os fãs.

Observando imagens conceituais do carro da Red Bull de 2017, Verstappen disse: "eu não vi muito, porque o trabalho ainda está em andamento. Mas me parece interessante, até mesmo os desenhos que algumas pessoas colocam na internet."

compartilhar
comentários
Wolff apoia retorno de Ross Brawn à F1
Artigo anterior

Wolff apoia retorno de Ross Brawn à F1

Próximo artigo

Mercedes diz que não mudará abordagem para GP do Brasil

Mercedes diz que não mudará abordagem para GP do Brasil
Carregar comentários