F-E: Da Costa tem grande vitória em Mônaco com ultrapassagem em cima de Evans na última volta

Etapa foi marcada por intensa disputa entre Da Costa, Evans e Frijns, que assumiu a liderança do campeonato após problemas da dupla da Mercedes

F-E: Da Costa tem grande vitória em Mônaco com ultrapassagem em cima de Evans na última volta

Mesmo tendo largado da pole position, António Félix da Costa, atual campeão da Fórmula E, teve que trabalhar para vencer pela primeira vez na temporada 2020-21, triunfando após uma grande ultrapassagem na última volta em cima de Mitch Evans.

O piloto da DS Techeetah conseguiu evitar o problema de gasto excessivo de bateria que seu rival da Jaguar teve e passou o neozelandês após a saída do túnel, abrindo ainda quase 3s na linha de chegada.

Leia também:

A margem foi exacerbada pela forte defesa que Evans teve que fazer para garantir que cruzaria a linha de chegada sem perder muitas posições por conta da bateria, mas acabou perdendo ainda o segundo lugar para Robin Frijns, da Virgin, por apenas 0s024.

Combinado com as corridas ruins da dupla da Mercedes, que lideravam o campeonato de pilotos até então, o segundo lugar coloca Frijns como o novo líder na marca de metade da temporada 2020-21.

Da Costa saiu da ponta e manteve a posição ao passar pela Sainte Devote, no que indicava que seria uma fase inicial de "procissão" na primeira utilização da configuração completa do circuito de Mônaco.

 

Largando em segundo, Frijns se manteve próximo do atual campeão e conseguiu assumir a ponta na chegada à Sainte Devote no início da quarta volta, graças a uma saída limpa da última curva.

A partir daí, a batalha pela vitória tornou-se um jogo estratégico, com da Costa e Frijns se intercalando no acionamento do modo ataque, recuperando a posição com a potência extra.

Parecia que Frijns estava a caminho da vitória quando, na segunda metade da corrida de 24 voltas, ele havia aberto uma vantagem de 1s4 para da Costa ao final da primeira ativação do modo ataque.

Mas, na volta seguinte, ele ativou o modo ataque novamente ao usar o lado externo do traçado na saída da praça do Cassino, indo parar atrás de Maximilian Guenther. Frijns passou Gunther, mas aí teve que passar novamente da Costa, o que fez de modo limpo na chegada à Nouvelle Chicane, assumindo a posição antes da zona de frenagem.

Da Costa foi para o segundo modo ataque e voltou ao traçado ao lado de Evans, e eles lutaram pela posição na Mirabeau e o hairpin Loews. Foi da Costa que se sobressaiu, usando o resto de sua potência para reduzir a vantagem criada por Frijns, devolvendo a ultrapassagem na saída do túnel.

Mas na perseguição, Evans teve uma ótima saída da curva final, usando o modo ataque para passar Frijns pelo segundo lugar na chegada à Sainte Devote. Evans manteve o bom momento e assumiu a ponta ao ultrapassar da Costa do lado de fora da apertada Beau Rivage.

 

Um safety car tardio, acionado devido ao abandono de René Rast na subida para a praça do Cassino após um toque com Nick Cassidy, acabou atrapalhando os planos do piloto da Jaguar.

Com 1% a menos de bateria que seus rivais na relargada, ele perdeu sua pequena vantagem e teve que se defender com tudo. Mas não conseguiu segurar Da Costa em uma ultrapassagem fantástica na última volta.

O português caçou Evans através do túnel e conseguiu uma boa posição para pular para a liderança antes da Nouvelle Chicane.

 

Evans, que basicamente teve que se arrastar até o final com níveis críticos de energia, acabou ainda sendo ultrapassado por Frijns, enquanto Jean-Éric Vergne superou problemas com Evans e Gunther ao longo da corrida para garantir o quarto lugar.

Atrás de Guenther, uma corrida mais quieta para Oliver Rowland, da Nissan, garantiu ao britânico a sexta posição, à frente de Sam Bird da Jaguar. Os pontos de Evans e Bird reduziram a vantagem da Mercedes no campeonato para apenas dois pontos.

A segunda Virgin, de Nick Cassidy, foi o oitavo, enquanto Andre Lotterer foi o nono após largar em 19º, enquanto Alex Lynn foi o décimo, logo a frente de Lucas di Grassi, enquanto Sérgio Sette Câmara foi o 16º após sair em 24º. Já a dupla da Mercedes, Nyck de Vries e Stoffel Vandoorne, tiveram um abandono duplo.

Com isso, Robin Frijns é o novo líder do campeonato, com 62 pontos contra 57 de Nyck de Vries, 54 de Mitch Evans e 52 de António Félix da Costa.

A F-E tira agora um mês e meio de férias, retornando em 19 de junho com a rodada dupla do ePrix do México, em Puebla, iniciando a reta final da temporada com provas ainda em Nova York, Londres e Berlim.

ThePlayer.com, a maior comunidade de apostas esportivas do mundo, está lançando o Desafio F1, o fantasy game que promete agitar a internet e distribuir muitos prêmios.

Para participar, basta se inscrever no ThePlayer.com e entrar na página do Fantasy, clicando aqui. Os vencedores serão conhecidos durante o programa PÓDIO MOTORSPORT, transmitido ao vivo no canal do Motorsport.com no YouTube.

Cla   # Piloto Equipe Voltas Tempo Diferença Abandono Pontos
1   13 Portugal Antonio Felix da Costa China Techeetah 26 47'20.697     28
2   4 Netherlands Robin Frijns United Kingdom Virgin Racing 26 47'23.545 2.848   19
3   20 New Zealand Mitch Evans United Kingdom Jaguar Racing 26 47'23.569 2.872   15
4   25 France Jean-Eric Vergne China Techeetah 26 47'23.817 3.120   13
5   28 Germany Maximilian Gunther United States Andretti Autosport 26 47'23.967 3.270   10
6   22 United Kingdom Oliver Rowland France DAMS 26 47'24.562 3.865   8
7   10 United Kingdom Sam Bird United Kingdom Jaguar Racing 26 47'24.847 4.150   6
8   37 New Zealand Nick Cassidy United Kingdom Virgin Racing 26 47'25.449 4.752   4
9   36 Germany Andre Lotterer Germany Porsche Team 26 47'26.200 5.503   2
10   94 United Kingdom Alex Lynn India Mahindra Racing 26 47'26.456 5.759   1
11   11 Brazil Lucas di Grassi Germany Audi Sport Team Abt 26 47'26.922 6.225    
12   23 Switzerland Sébastien Buemi France DAMS 26 47'27.264 6.567    
13   48 Switzerland Edoardo Mortara Monaco Venturi 26 47'27.794 7.097    
14   71 France Norman Nato Monaco Venturi 26 47'29.204 8.507    
15   88 United Kingdom Tom Blomqvist United Kingdom NIO Formula E Team 26 47'29.937 9.240    
16   7 Brazil Sergio Camara United States Dragon Racing 26 47'30.196 9.499    
17   27 United Kingdom Jake Dennis United States Andretti Autosport 26 47'30.519 9.822    
18   6 Switzerland Nico Müller United States Dragon Racing 26 47'32.147 11.450    
19   8 United Kingdom Oliver Turvey United Kingdom NIO Formula E Team 26 47'32.764 12.067    
  dnf 17 Netherlands Nick de Vries Germany Mercedes 23 42'42.715 3 Laps Abandono  
  dnf 99 Germany Pascal Wehrlein Germany Porsche Team 21 39'21.646 5 Laps Abandono  
  dnf 5 Belgium Stoffel Vandoorne Germany Mercedes 21 39'22.235 5 Laps Abandono  
  dnf 33 Germany René Rast Germany Audi Sport Team Abt 18 29'20.762 8 Laps Abandono  
  dnf 29 United Kingdom Alexander Sims India Mahindra Racing 0     Abandono  

F1 AO VIVO: HAMILTON bate VERSTAPPEN e chega a 100 POLES e os DESTAQUES do grid do GP DA ESPANHA |Q4

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST #103: TELEMETRIA - Tudo sobre o GP da Espanha com Rico Penteado

 

compartilhar
comentários
F-E: Da Costa conquista pole para o ePrix de Mônaco em dia complicado para os líderes
Artigo anterior

F-E: Da Costa conquista pole para o ePrix de Mônaco em dia complicado para os líderes

Próximo artigo

F-E: Frijns é o novo líder do Mundial após ePrix de Mônaco; confira classificação

F-E: Frijns é o novo líder do Mundial após ePrix de Mônaco; confira classificação
Carregar comentários