2º, Zarco diz que se lembrou do Catar enquanto liderava

Após primeiro pódio na MotoGP, Johann Zarco admite que a queda sofrida no GP do Catar passou pela mente enquanto piloto liderava GP da França

2º, Zarco diz que se lembrou do Catar enquanto liderava
Johann Zarco, Monster Yamaha Tech 3
Podium: winner Maverick Viñales, Yamaha Factory Racing, second place Johann Zarco, Monster Yamaha Tech 3, third place Dani Pedrosa, Repsol Honda Team
Johann Zarco, Monster Yamaha Tech 3
Second place Johann Zarco, Monster Yamaha Tech 3
Johann Zarco, Monster Yamaha Tech 3
Maverick Viñales, Yamaha Factory Racing
Johann Zarco, Monster Yamaha Tech 3
Second place Johann Zarco, Monster Yamaha Tech 3
Second place Johann Zarco, Monster Yamaha Tech 3

Johann Zarco teve um final de semana inesquecível em Le Mans. Neste domingo (21), Zarco largou muito bem e liderou as sete primeiras voltas da prova, quando então foi superado por Maverick Viñales.

Zarco permaneceu em segundo até os giros finais, quando Valentino Rossi o ultrapassou na freada para a curva 2. Entretanto, Rossi caiu na última volta e o francês herdou a segunda posição, conquistando em casa o primeiro pódio na classe principal do Mundial de Motovelocidade.

Após a prova, Zarco admitiu que teve um flashback enquanto liderava a prova em Le Mans. O piloto da Tech 3 revelou que se lembrou da queda no GP do Catar, quando liderava a prova. Além disso, o francês reconheceu que ser superado por Viñales o ajudou a manter o ritmo.

“Liderar a corrida foi legal. É verdade que me senti bem nas primeiras curvas da primeira corrida e aproveitei a oportunidade novamente. Quando liderava, tive um rápido flashback do Catar e disse a mim mesmo 'Ei, não cometa o mesmo erro'. As condições, porém, estavam melhores aqui e foi mais fácil me manter na moto", disse.

“Quando Viñales me superou foi bom, pois vi que ele estava muito rápido e fui capaz de seguir próximo a ele. Isso foi fundamental para o pódio, porque eu li o ritmo dele e pudemos nos afastar", afirmou.

“No fim, Valentino estava muito forte e não restavam muitas voltas. Eu estava em terceiro quando ele começou a disputar a liderança com Maverick, então pensei que talvez algo pudesse acontecer, pois esta pista é estreita. Estou feliz, muitos fãs vieram aqui. Nunca estive tão forte quanto agora, estou aprendendo e aproveitando", acrescentou.

Aposta em pneus macios

Zarco decidiu utilizar pneus macios na dianteira e na traseira, enquanto a maioria dos pilotos optou por pelo menos um médio - incluindo Rossi e Viñales, que utilizaram médios na dianteira e na traseira.

O campeão da Moto2 admitiu que teve sorte na aposta, já que as temperaturas baixas durante a corrida viabilizaram o uso dos pneus macios.

“Como eu só usei os macios durante o final de semana, quisemos seguir com eles para manter a confiança", explicou.

“Tive sorte hoje. O dia amanheceu ensolarado, mas na corrida não estava tão quente quanto se esperava, o que foi fundamental para que pudéssemos manter o ritmo", completou.

compartilhar
comentários
Grande strike na Moto3 e queda de Rossi; o domingo na França
Artigo anterior

Grande strike na Moto3 e queda de Rossi; o domingo na França

Próximo artigo

Rossi: Viñales me enganou um pouco cortando caminho

Rossi: Viñales me enganou um pouco cortando caminho
Carregar comentários