Reações
MotoGP GP da Tailândia

Lorenzo diz que pode seguir com forma atual "por tempo indefinido"

Piloto da Honda buscou demonstrar calma e compreensão sobre momento difícil que vem passando em 2019

Jorge Lorenzo, Repsol Honda Team

Largando em 19º na etapa da Tailândia de MotoGP, Jorge Lorenzo deverá ter mais uma corrida dura pela frente. No entanto, o espanhol não demonstra sinais de reação e segue frequentando as últimas posições do grid. Questionado sobre quanto mais pode aguentar a atual situação, respondeu: “por tempo indefinido”.

O editor recomenda:

Lorenzo tem tido uma temporada difícil na MotoGP, tendo somado apenas 23 pontos com a Honda, contra 300 do companheiro e líder do campeonato, Marc Márquez.

Comentando os motivos de não ter conseguido uma boa volta no treino classificatório deste sábado, o espanhol apontou que a Honda teve problemas na preparação das motos.

“Tem sido uma etapa difícil para a equipe pela queda de Márquez ontem e também a falta de melhoras nas configurações que não conseguimos fazer. Não melhoramos a moto, só afinamos a eletrônica, mas não conseguimos o que buscávamos nos ajustes”.

Quer ver Fórmula 2, Fórmula 3, Indy e Superbike de graça? Inscreva-se no DAZN e tenha acesso grátis por 30 dias a uma série de eventos esportivos. Cadastre-se agora clicando aqui.

Situação complicada

Sobre sua falta de reação, o piloto da moto #99 não quis elevar a tensão sobre si mesmo e buscou demonstrar que compreende a situação e que precisa ter calma.

“No final, ficar impaciente e tentar fazer mais do que posso não seria inteligente”, assumiu Lorenzo. Estamos tentando ao máximo com os engenheiros e com minhas instruções, estou tentando tirar o limite da moto como em outros anos, mas até encontrarmos algo que me dê segurança e confiança, não posso conseguir mais”.

“É difícil estar acostumado a obter bons resultados, mas é preciso ver o copo meio cheio. Há pessoas que são muito piores nesta vida e você tem que ser grato pela forma como estamos, e não profissionalmente, é preciso melhorar”, acrescentou.

Questionado sobre quanto tempo acredita que pode seguir na atual situação, Lorenzo afirmou: “Não sei, a princípio por tempo indefinido”.

Veja o grid de largada para a etapa da Tailândia de MotoGP:

1 - Fabio Quartararo: 1'29.719
2 - Maverick Viñales: 1'29.825
3 - Marc Márquez: 1'29.931
4 - Franco Morbidelli: 1'30.431
5 - Danilo Petrucci: 1'30.522
6 - Jack Miller: 1'30.597
7 - Andrea Dovizioso: 1'30.692
8 - Joan Mir: 1'30.735
9 - Valentino Rossi: 1'30.741
10 - Alex Rins: 1'30.778
11 - Pol Espargaro: 1'31.065
12 - Aleix Espargaro: 1'31.258
13 - Cal Crutchlow: 1'30.969
14 - Takaaki Nakagami: 1'31.388
15 - Francesco Bagnaia: 1'31.416
16 - Andrea Iannone: 1'31.428
17 - Miguel Oliveira: 1'31.499
18 - Tito Rabat: 1'31.554
19 - Jorge Lorenzo: 1'31.605
20 - Karel Abraham: 1'31.773
21 - Mika Kallio: 1'31.849
22 - Hafizh Syahrin: 1'31.979
22

Siga o Motorsport.com Brasil no Twitter, Facebook, Instagram e Youtube

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior Márquez admite erro em queda, mas diz que sabia que acidente era provável
Próximo artigo Dovizioso: Se Márquez disparar, "pode ser uma corrida muito rápida”

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil