MotoGP GP da Áustria

Márquez não tem pressa para decidir futuro na MotoGP apesar da aproximação do teste de Misano

Espanhol terá primeiro contato com moto de 2024 da Honda, e performance deve ser decisiva para as negociações de 2025 e além

Marc Marquez, Repsol Honda Team

Marc Márquez diz não ter pressa para decidir seu futuro na MotoGP para 2025 e além, mesmo com o crucial teste de Misano se aproximando no próximo mês, com a sessão devendo ter um papel importante nessa decisão.

O hexacampeão da categoria fez apenas 15 pontos nas nove primeiras etapas da temporada 2023, seu pior início de campanha desde a estreia na MotoGP em 2013. Dos nove finais de semana, Márquez ficou de fora de três deles e optou por não disputar as provas da Alemanha e da Holanda. Nas demais, pontuou apenas nas sprints, sofrendo quedas em todos os GPs que correu. 

Leia também:

Isso só aumenta a crise vivida pela montadora japonesa, com rumores de uma potencial saída de Márquez da Honda, antes até do fim do contrato do espanhol em 2024. 

E enquanto ele afirmou em Silverstone que sua intenção é honrar o contrato atual com a Honda, as incertezas seguem em meio a ligações do espanhol com a KTM. Porém, a montadora austríaca já deixou claro que não tem como acomodar Márquez em 2024, já tendo cinco pilotos sob contrato para quatro motos.

Caso Márquez permaneça com a Honda para 2024, seu futuro com a marca dependerá do que ela conseguirá entregar ao piloto do protótipo da nova moto no teste de Misano, marcado para setembro após o GP de San Marino.

Com os acordos de fábrica para 2025 devendo ser fechados cedo, como tem sido há anos, Márquez insiste não ter pressa para tomar decisão.

"Os rumores de 2024 ainda não estão encerrados", disse. "Cada semana há um rumor diferente, então nem comecem com 2025! Piadas a parte, claro, em Misano chegará a nova moto e vamos seguir trabalhando".

"Mas não há pressa para o futuro. É importante entender o nível das motos, meu nível, porque sempre estou buscando ir além. Mas ainda nesta segunda metade de 2023 eu preciso trabalhar em mim mesmo, melhorar meu nível para evitar os erros da primeira metade. Depois falaremos do futuro".

Marc Marquez, Repsol Honda Team, Brad Binder, Red Bull KTM Factory Racing

Marc Marquez, Repsol Honda Team, Brad Binder, Red Bull KTM Factory Racing

Photo by: Gold and Goose / Motorsport Images

Em uma entrevista recente à ServusTV da Áustria, Márquez rasgou elogios ao trabalho da KTM, afirmando que o método utilizado pela montadora e as demais europeias deveria ser copiado pela Honda.

"No final, todas as montadoras têm as mesmas ambições, e todas buscam encontrar as melhores soluções. Mas nos últimos anos parece que as europeias foram mais rápidas no desenvolvimento das motos, e essa é a principal diferença".

"Por que? Não sou engenheiro, não estou na fábrica para entender. Mas é verdade que a KTM tem um modo agressivo em sua forma de escolher engenheiros, de encontrar o melhor projeto. Eles têm o 'estilo europeu': se o lado esquerdo é o melhor, eles vão para a esquerda".

"Se o direito é o melhor, eles vão para a direita. Tenho boas palavras para dizer sobre a KTM, mas não porque estou fingindo. Se um piloto é rápido e está fazendo um bom trabalho, você diz. E quando uma montadora está fazendo um bom trabalho, você diz".

"A evolução da KTM nos últimos anos foi boa, assim como a Ducati e a Aprilia no passado. Então precisamos focar em nós mesmos e em nossa garagem para entender o que eles fizeram melhor e tentar copiar ou mesmo evoluir".

Qual a DIFERENÇA entre o domínio de Max com a Red Bull e o pico de Hamilton/Mercedes? E a McLaren?

Faça parte do Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast #243 – Quem faz da F1 em 2023 um verdadeiro fiasco?

 

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior MotoGP - Quartararo: "Dói muito deixar de lutar por títulos para brigar por top 10"
Próximo artigo MotoGP: Bezzecchi lidera TL2 na Áustria à frente de Viñales; Márquez e Mir disputam Q1 no sábado

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil