Michelin: "Só queremos ver os pilotos satisfeitos"

Piero Taramasso, chefe da Michelin na MotoGP, garante que único objetivo ao levar pneu em cima da hora para a Argentina era agradar ao maior número possível de pilotos

Michelin: "Só queremos ver os pilotos satisfeitos"
Winner Andrea Iannone, Ducati Team rear Michelin tyre
Michelin tyres
Nicolas Goubert, Deputy Director and Technical Director Michelin Motorsport
Michelin rain tyre
Start: Marc Marquez, Repsol Honda Team, leads
Andrea Iannone, Team Suzuki MotoGP
Jack Miller, Estrella Galicia 0,0 Marc VDS
Second place Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Michelin wet tyre
Michelin tyres
Carregar reprodutor de áudio

A sexta-feira do GP da Argentina foi tomada por uma polêmica sobre a chegada de um novo composto da Michelin em cima da hora, o que levantou teorias sobre tal novidade ter sido criada para favorecer a alguns pilotos em detrimento de outros. No fim, uma reunião da Comissão de Segurança vetou o uso do composto.

Um dos acusados de ser favorecido foi Valentino Rossi. O italiano sofreu durante a pré-temporada, ficando sempre atrás de Maverick Viñales. Ao falar sobre as dificuldades, Rossi destacava a carcaça dos pneus de 2017, macia demais para ele ter confiança nas entradas de curva. Os novos compostos, de carcaça mais rígida, levantaram as suspeitas.

Rossi não esteve presente à reunião da Comissão de Segurança, alegando ter ficado até tarde conversando com os engenheiros sobre os trabalhos do dia, restando a ele aceitar a decisão tomada na reunião.

Ainda não se sabe se a Michelin levará para o GP das Américas, próxima etapa da temporada 2017 da MotoGP, tais compostos. Piero Taramasso, chefe da fabricante francesa, garante que o único objetivo da Michelin ao levar pneus novos é agradar ao maior número possível de pilotos, descartando favorecer a um ou outro especificamente.

“Só queremos ver os pilotos satisfeitos. Depois da pré-temporada, somente Rossi e (Andrea) Iannone disseram para nós que a carcaça dos pneus atuais não agradava a eles, que escolheriam uma mais rígida. Mas só eles vieram conversar, os demais não falaram conosco", disse Taramasso ao Motorsport.com.

“Após o GP do Catar, entretanto, mais seis pilotos vieram até nós e disseram que Valentino tinha razão. Já eram oito, e pilotos de Yamaha, Aprilia, Suzuki e Honda", afirmou.

“O que queremos é acertar o caminho de desenvolvimento e não precisar voltar atrás. Construir um tipo de pneu ou outro nos dá o mesmo trabalho, é indiferente", completou.

compartilhar
comentários
Márquez vê Viñales como grande rival nos próximos anos
Artigo anterior

Márquez vê Viñales como grande rival nos próximos anos

Próximo artigo

Viñales quer terminar sequência de Márquez nos EUA

Viñales quer terminar sequência de Márquez nos EUA