MotoGP GP da Tailândia

MotoGP: Após vitória, Martín diz estar 'mentalmente destruído'

Espanhol admite sentir a pressão por disputar o título e que precisa de 'quatro ou cinco dias sem pensar em motos' para se recuperar

Jorge Martin, Pramac Racing

Jorge Martín converteu a pole position no GP da Tailândia de MotoGP em vitória - a quarta na temporada 2023 - após sofrer imensa pressão de Brad Binder e do seu rival na briga pelo título, Francesco Bagnaia.

O espanhol liderou a maioria das 26 voltas da corrida, perdendo brevemente a liderança para Binder, mas recuperando a dianteira com duas voltas para o final e segurando firmemente o sul-africano nos quilômetros finais. Bagnaia ainda herdou o segundo lugar, com Binder excedendo os limites de pista no último giro, mas, ainda assim, o espanhol diminuiu a vantagem de Pecco para 13 pontos.

O editor recomenda:

Após a corrida, Martín admitiu que não dormiu na noite anterior à corrida e que precisa de tempo para se recuperar do desgaste mental ao qual foi submetido. "Eu admito que tenho sentido a pressão. Eu não disfrutei a vitória do sábado [na Sprint] por estar totalmente focado na corrida de domingo", revelou.

"Eu não dormi. Preciso de quatro ou cinco dias para não pensar em motos. Estou mentalmente destruído", completou.

Jorge Martin, Pramac Racing

Photo by: Gold and Goose / Motorsport Images

Jorge Martin, Pramac Racing

Martin classificou a vitória na Tailândia como sua melhor corrida da carreira, ao lado da prova da Malásia em 2018, que lhe rendeu o título na Moto3. Conquista que vem após dois GPs consecutivos em que o triunfo esteve perto, mas não foram confirmados. Na Indonésia ele caiu sozinho e na Austrália perdeu rendimento após escolha dos pneus.

Para ele, esses momentos o fizeram mais porte e pode mostrar isso na Tailândia. "Eu acho que esses momentos difíceis são duros e é complicado se motivar novamente. Mas, claro, me fizeram mais fortes. Hoje mudei minha estratégia, sem puxar igual um louco nas primeiras 10 voltas, apenas tentei me manter um ou dois décimos para poupar pneus", declarou.

"Com 12 para o final, tentei acelerar e quando vi que não abria vantagem, pensei: 'ok, hoje a terceira colocação é uma boa colocação'. Quando Brad me passou, ele tentou abrir vantagem, mas vi que ele usou mais pneus e eu estava forte. Pude ultrapassá-lo e acelerei pra caramba para vencer hoje", destacou Martín.

"Isso é incrível! É um grande feito para a classificação, colocamos pressão para que as pessoas vejam que podemos lutar [pelo título]", completou.

Por fim, foi identificado que os pneus de Martín estavam com a pressão abaixo do permitido no GP da Tailândia, mas como foi sua primeira infração do tipo, ele só levou uma advertência.

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast #253 – Desclassificação de Hamilton nos EUA 'salva pele' de Pérez na Red Bull?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

 

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior MotoGP: Martín encosta em Bagnaia; confira a classificação após GP da Tailândia
Próximo artigo GP da Malásia de MotoGP: Horários e como assistir à etapa de Sepang

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil