MotoGP GP da Holanda

MotoGP: Em meio à ida de Marc para a Ducati, Álex Márquez segue na Gresini em 2025

Equipe italiana confirma pelo menos um dos nomes de sua dupla para o próximo ano

Alex Marquez, Gresini Racing

Enquanto Marc Márquez tem sua ida confirmada para a equipe oficial da em 2025, seu irmão mais novo, Álex Márquez, anunciou nesta quinta (27), que seguirá correndo pela equipe Gresini, satélite da marca italiana, na temporada 2025 da MotoGP.

Márquez se juntou à Gresini em 2023 vindo da Honda, com quem fez sua estreia na categoria rainha em 2020.

Leia também:

Após um primeiro ano com a equipe de fábrica, devido à aposentadoria prematura de Jorge Lorenzo, o campeão de Moto2 de 2019 foi transferido para a satélite LCR, onde passou duas temporadas até o final de 2022 e onde sofreu muito com a queda de rendimento da RC213V.

Essa falta de confiança com a moto o levou a procurar uma saída, que o levou a assinar com a Gresini, com a qual fez sua estreia no GP de Portugal de 2023 com uma encorajadora quinta posição, dividindo o box naquela temporada com o italiano Fabio Di Giannantonio, guiando Desmosedicis de um ano.

Depois de dois pódios em sua primeira temporada com a Gresini, além de duas vitórias em corridas de Sprint (Grã-Bretanha e Malásia), Márquez recebeu seu irmão Marc como companheiro este ano - ambos herdando a Desmosedici GP23 do ano passado.

Completando 28 anos no início deste ano, Álex, que chegou ao campeonato mundial em 2012, foi campeão da Moto3 em 2014 e campeão da Moto2 em 2019. Isso abriu as portas para uma promoção à categoria-rainha com a Honda, onde ele conquistou pódios nas corridas de Le Mans e Aragão naquele ano.

Alex Marquez, Gresini Racing

Alex Marquez, Gresini Racing

Foto de: Gold and Goose / Motorsport Images

Com a renovação de Márquez, a Gresini fecha metade de sua formação de pilotos após a notícia no início deste mês de que seu irmão mais velho se mudará para a equipe de fábrica da Ducati em 2025. Um anúncio oficial é esperado em breve.

O grid de 2025 está se formando rapidamente após o anúncio da Ducati de que colocará Marc Márquez em sua equipe de fábrica, com Jorge Martín indo para a Aprilia ao lado de Marco Bezzecchi.

Maverick Vinales deixará a Aprilia para a Tech3 KTM, juntando-se a Enea Bastianini, enquanto a marca austríaca já havia confirmado a promoção de Pedro Acosta para sua equipe de fábrica na próxima temporada, ao lado de Brad Binder.

O bicampeão mundial Francesco Bagnaia assinou um novo contrato com a Ducati antes do início da temporada, enquanto a Yamaha fechou com Fabio Quartararo por mais duas temporadas no início deste ano.

No início do ano, a Honda já tinha contratos com Luca Marini e Johann Zarco até o final de 2025, enquanto Joan Mir parece estar prestes a anunciar sua continuidade na HRC depois deste ano.

ROSSI na F1, AGOSTINI mulherengo, Marc, DEDO DO MEIO e +: CAUSOS de Fausto Macieira, MotoGP em ASSEN

Faça parte do Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube

Histórias com Valentino Rossi, Giacomo Agostini e cia: 'causos' de Fausto Macieira e MotoGP em Assen

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE

Motorsport Business #13 – Como manter LEGADO de AYRTON SENNA com ANA SIMÕES, da Senna Brands

.

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior MotoGP: Pramac decide deixar Ducati e se tornar equipe satélite da Yamaha a partir de 2025
Próximo artigo MotoGP: Pramac confirma fim da parceria com Ducati e acordo com Yamaha a partir de 2025

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil