MotoGP: Punição de Marc Márquez por acidente com Oliveira é suspensa até conclusão do julgamento

Com isso, mesmo que Márquez retorne em Jerez no fim de abril, ele não precisará pagar as duas voltas longas se o caso ainda estiver sendo julgado

Marc Marquez, Repsol Honda Team

Gold and Goose / Motorsport Images

A Corte de Recursos da MotoGP anunciou nesta quinta-feira a suspensão cautelar da punição imposta a Marc Márquez pelo acidente com Miguel Oliveira no GP de Portugal, com efeito duradouro até a conclusão do julgamento do recurso apresentado pelo piloto e a Honda.

A decisão foi tomada na quarta-feira, mas tornou-se pública apenas na quinta-feira. Com isso, enquanto o recurso não for julgado, Márquez não precisa pagar as duas voltas longas que recebeu pelo acidente com Oliveira e Jorge Martín.

Leia também:

No comunicado oficial, a Corte determinou "a suspensão até que seja resolvido o recurso apresentado pelo Sr. Marc Márquez e a HRC - Repsol Honda Team".

"No dia 26 de março, no GP de Portugal de MotoGP, o Comitê de Comissários Desportivos da FIM para a MotoGP impôs uma punição de duas voltas longas a Marc Márquez. No dia 28 de março, o mesmo painel notificou uma clarificação da Aplicação de Sanção imposta ao piloto, aumentando o alcance de sua aplicabilidade".

O documento divulgado na terça-feira após o GP de Portugal retificava a punição. Inicialmente prevista para ser cumprida no GP da Argentina, a ausência de Márquez da etapa fez com que os comissários trocassem a aplicação para a próxima etapa que o espanhol disputasse. Essa é a base do recurso apresentado pela Honda.

Por isso, o Tribunal decidiu suspender cautelarmente a sanção.

"No dia 12 de abril de 2023, foi lavrada uma resolução que concedia a suspensão da execução da Solicitação de Sanção, que foi notificada no mesmo dia. A decisão final sobre o recurso será emitida em seu devido tempo".

Agora, a Corte tomará o tempo necessário para analisar o caso e determinar o resultado final, que será "anunciado em seu devido tempo".

Márquez sofreu uma fratura no primeiro metacarpo da mão direita no acidente de Portimão, precisando passar por uma cirurgia. Havia a expectativa de que ele voltasse neste fim de semana, em Austin, mas o piloto e sua equipe médica decidiram estender o período de recuperação. Agora, sua próxima janela de retorno é o GP da Espanha, no fim de abril.

EXCLUSIVO: Ouça Massa detalhando possível judicialização do GP de Singapura de 2008

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior MotoGP: Após acidente com Márquez, Oliveira é liberado para correr no GP das Américas
Próximo artigo MotoGP: Marini domina TL1 em Austin; Bezzechi fora do top 10

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil