MotoGP
R
GP do Catar
25 mar
Próximo evento em
66 dias
R
GP da Argentina
08 abr
Próximo evento em
80 dias
R
GP das Américas
15 abr
Próximo evento em
87 dias
R
GP da Espanha
29 abr
Próximo evento em
101 dias
R
GP da França
13 mai
Próximo evento em
115 dias
R
GP da Itália
27 mai
Próximo evento em
129 dias
R
GP da Catalunha
03 jun
Próximo evento em
136 dias
R
GP da Alemanha
17 jun
Próximo evento em
150 dias
R
GP da Holanda
24 jun
Próximo evento em
157 dias
R
GP da Finlândia
08 jul
Próximo evento em
171 dias
R
GP da Áustria
12 ago
Próximo evento em
206 dias
R
GP da Grã-Bretanha
26 ago
Próximo evento em
220 dias
R
GP de Aragón
09 set
Próximo evento em
234 dias
R
GP de San Marino
16 set
Próximo evento em
241 dias
R
GP do Japão
30 set
Próximo evento em
255 dias
R
GP da Tailândia
07 out
Próximo evento em
262 dias
R
GP da Austrália
21 out
Próximo evento em
276 dias
R
GP da Malásia
28 out
Próximo evento em
283 dias
R
GP de Valência
11 nov
Próximo evento em
297 dias

Pedrosa: com pneu duro, "não havia aderência" na traseira

compartilhar
comentários
Pedrosa: com pneu duro, "não havia aderência" na traseira
Por:

Piloto da Honda revelou que não obteve avanços no segundo dia de testes de pré-temporada; pilotos foram obrigados a andar com compostos duros após acidente sofrido por Loris Baz

Dani Pedrosa, Repsol Honda Team
Dani Pedrosa, Repsol Honda Team
Dani Pedrosa, Repsol Honda Team
Podium: Third place Dani Pedrosa, Repsol Honda Team
Dani Pedrosa, Repsol Honda Team
Dani Pedrosa, Repsol Honda Team

Após o impressionante acidente com Loris Baz - que escapou ileso do estouro do pneu traseiro no meio da reta dos boxes - nos primeiros instantes do segundo dia de testes de pré-temporada da MotoGP em Sepang, a Michelin obrigou os pilotos a utilizarem os compostos duros.

No momento do acidente, o francês estava com os pneus macios, que a fornecedora retirou da sessão até que as causas do incidente sejam investigadas e esclarecidas. Andar com o composto duro afetou o trabalho de Dani Pedrosa, que revelou não ter feito nenhum avanço nesta terça-feira (2).

"Praticamente não havia aderência na traseira, então foi difícil gerenciar a situação e obter avanços na moto. Tentamos cerca de oito tipos de balanço diferentes para ver qual era o melhor, mas nenhum deles se mostrou apropriado. Temos que esperar para ver qual composto poderemos usar amanhã", disse o espanhol, que terminou o dia na 12ª posição.

"Isso (o composto disponível) será importante, pois hoje utilizamos os compostos duros e foi muito difícil encontrar o equilíbrio, pois faltava aderência", afirmou Pedrosa, que foi um dos vários pilotos que sofreram quedas na curva 5 - o piloto da Honda não sabe ao certo o que teria causado a queda.

"Eu não estava acelerando ao máximo, pois tinha acabado de sair dos boxes. Talvez seja pelo fato de o pneu ainda estar frio ou algo do gênero", completou. 

Pneu de Baz estoura a 290 km/h em teste; Petrucci lidera

Artigo anterior

Pneu de Baz estoura a 290 km/h em teste; Petrucci lidera

Próximo artigo

Rossi diz que ainda não está confortável com moto de 2016

Rossi diz que ainda não está confortável com moto de 2016
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria MotoGP
Evento Teste de fevereiro em Sepang
Localização Sepang International Circuit
Pilotos Dani Pedrosa
Equipes Repsol Honda Team
Autor Pablo Elizalde