Para Rossi, ver Tech3 à frente da Yamaha não preocupa

Piloto italiano diz que time de fábrica ainda tem melhor equipamento: “em nove corridas, temos mais pontos”

Para Rossi, ver Tech3 à frente da Yamaha não preocupa
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Johann Zarco, Monster Yamaha Tech 3
Johann Zarco, Monster Yamaha Tech 3, Jorge Lorenzo, Ducati Team
Johann Zarco, Monster Yamaha Tech 3, Cal Crutchlow, Team LCR Honda
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Jonas Folger, Monster Yamaha Tech 3
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Maverick Viñales, Yamaha Factory Racing, Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Carregar reprodutor de áudio

Mesmo com os pilotos da Tech3 chegando com alguma frequência à frente dos pilotos de fábrica da Yamaha neste ano, Valentino Rossi diz não se preocupar.

Apesar de não andar próximo de Jonas Folger na última corrida na Alemanha, quando o piloto foi segundo, Rossi insiste que está relaxado sobre a situação com os pilotos do Tech3, já que ele coloca o sucesso da equipe de fábrica como maior que o do time satélite.

"Eu acho que durante a temporada os pilotos da Tech3 demonstraram uma boa sensação com a moto de 2016", disse Rossi. "Também porque eles são bons pilotos.”

"Eles são fortes e, como Zarco em Le Mans e Folger na Alemanha, andaram muito bem. Eles sempre podem ir rápido mantendo o pneu traseiro, então os pilotos estão fazendo a diferença e temos que cumprimenta-los."

Perguntado se ser batido pelos pilotos da equipe satélite da Yamaha é uma preocupação, Rossi respondeu: "Não, estou feliz porque se não tivéssemos o novo chassi, seria como Jerez ou Barcelona. Então estamos em um bom caminho.”

"Como eu disse, temos que tentar chegar à frente das motos satélite, mas do outro lado do campeonato, estamos na frente. Em nove corridas, temos mais pontos do que as motos satélite.”

"Somos uma equipe de fábrica, somos pilotos de fábrica, todos as fabricantes tentam melhorar."

Terceiro piloto com moto de 2017

Ao contrário da Yamaha, a Honda e a Ducati têm o benefício de ter uma terceira moto deste ano andando com uma equipe satélite.

Na Pramac, Danilo Petrucci tem uma GP17 da Ducati. Na LCR, a Honda usada por Cal Crutchlow é de uma especificação semelhante à dos pilotos de fábrica, Marc Márquez e Dani Pedrosa.

Porém, Rossi diz que ter uma terceira moto de 2017 só valeria a pena para a Yamaha se pudesse encontrar um piloto tão rápido quanto a dupla de fábrica atual.

"Com certeza sim", respondeu Rossi quando perguntado se a Yamaha colocasse outra moto de 2017 no grid poderia ajudar sua situação. "Mas o difícil é que você tem que ir muito rápido, como na corrida.”

"Não há muitos pilotos que podem fazer este tempo de volta. Nosso piloto de teste, Katsuyuki Nakasuga, é rápido porque ganhou muitas vezes a All-Japan Superbike e as 8 Horas de Suzuka, mas ele não é como nós."

Reportagem adicional por David Gruz

compartilhar
comentários
Espargaró acha possível pódio da Aprilia em 2017
Artigo anterior

Espargaró acha possível pódio da Aprilia em 2017

Próximo artigo

Márquez ainda crê que Lorenzo vence nesta temporada

Márquez ainda crê que Lorenzo vence nesta temporada