F1: Após Red Bull, carro da Mercedes de 2022 também falha em teste de colisão da FIA

Equipe terá que passar novamente no teste de homologação da FIA com W13 carro da temporada de 2022

F1: Após Red Bull, carro da Mercedes de 2022 também falha em teste de colisão da FIA
Carregar reprodutor de áudio

As equipes da Fórmula 1 estão finalizando os detalhes dos novos monopostos para a temporada 2022, a primeira com as novas regras. Os times terão que apresentar carros muito diferentes dos vistos no passado no teste de Barcelona, ​​que será realizado de 23 a 25 de fevereiro.

No entanto, para conquistar o título pela nona vez consecutiva, a Mercedes terá que repetir o chamado teste de colisão lateral, teste necessário para receber a homologação da FIA e demonstrar que seu carro atende aos requisitos de segurança.

Leia também:

Os alemães anunciaram que a data de apresentação de seu W13 será em 18 de fevereiro, mas ainda não receberam o selo do órgão regulador. A equipe que dominou toda a era híbrida não está muito preocupada com isso, pois tentou passar esse teste de impacto lateral com uma solução extrema e, como ultrapassou os limites, terá que remediá-lo para cumprir as medidas de segurança.

A partir deste ano, a FIA não permite mais o cone de carbono anti-intrusão que deu aos engenheiros um pouco mais de liberdade para posicionar as entradas do radiador mais altas nos carros de última geração.

James Allison e Mike Elliott, dois dos técnicos mais importantes da equipe, já tinham outro plano em mente caso não passassem no teste, e isso não terá muito impacto na largada do W13 antes de entrar na pista em Montmeló.

O carro dos alemães, segundo as últimas informações, voltará a ser prateado, após dois anos com decoração preta, e estará próximo do limite da distância entre eixos máxima de 3.600 mm, embora seu ponto forte continue sendo a potência de sua unidade.

As equipes estão ocupadas resolvendo todos os problemas para ter o veículo da nova era da F1 pronto, como a Red Bull, que terá que passar nesse mesmo teste com o RB18 em breve.

Na Ferrari, um dos grupos que mais promete com o regulamento de 2022, homologou seu chassi com bastante antecedência e sem nenhum problema aparente, embora ainda sejam desconhecidos os monopostos que disputarão o título mundial.

SERGIO MAURICIO defende Masi, sem “PASSAR PANO”, e “ADORA” POLARIZAÇÃO entre Hamilton e Verstappen

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

 

Podcast #159 – O que esperar da temporada 2022 da F1?

 
 

 

 

compartilhar
comentários
ANÁLISE F1: Carro de 2022 da Ferrari deve ter ajustes na caixa de ar
Artigo anterior

ANÁLISE F1: Carro de 2022 da Ferrari deve ter ajustes na caixa de ar

Próximo artigo

F1: Marko diz que Sainz não deu certo na Red Bull por mérito de Verstappen

F1: Marko diz que Sainz não deu certo na Red Bull por mérito de Verstappen