F1: Chefe da Aston Martin exalta Vettel por integridade e evolução dentro da equipe

Szafnauer revelou que todos os engenheiros e mecânicos da escuderia gostam do tetracampeão e relembrou fortes desempenhos no ano

F1: Chefe da Aston Martin exalta Vettel por integridade e evolução dentro da equipe
Carregar reprodutor de áudio

O chefe da Aston Martin na Fórmula 1, Otmar Szafnauer, saudou Sebastian Vettel por sua "brilhante" integração na equipe até 2021 e por sua integridade demonstrada ao longo da temporada. O quatro vezes campeão mundial transferiu-se à equipe com novo nome nesta temporada após sua saída da Ferrari, juntando-se a Lance Stroll.

Enquanto a escuderia caiu para sétimo no campeonato de construtores depois do 'baque' sofrido pelos cortes de força aerodinâmica sob os regulamentos ajustados para 2021, o alemão marcou o melhor resultado do time na temporada, com o segundo lugar no Azerbaijão.

Leia também:

Vettel esteve perto da vitória na Hungria, onde terminou na vice-liderança antes de ser desclassificado devido a uma infração técnica. A Aston Martin anunciou em setembro que ele ficaria para 2022 ao lado de Stroll.

Questionado sobre a integração de Seb na equipe este ano, Szafnauer disse: "Ele tem sido brilhante. É um homem de integridade, trabalha duro, com excelente ética e não deixa pedra sobre pedra".

"Os engenheiros gostam dele, os mecânicos o amam como pessoa. Ele é um cara genuíno. E isso o levará longe na vida."

Vettel ganhou elogios por seus esforços fora das pistas ao longo deste ano, se posicionando em importantes questões ambientais e destacando aspectos sociais, como defender os direitos LGBT+ na Hungria.

Apesar de conhecê-lo há mais de uma década, Szafnauer achou interessante ver tantos traços sobre os quais tinha ouvido falar por meio de um relacionamento profissional e não se surpreendeu com sua ética de trabalho ao longo do ano.

Sebastian Vettel, Aston Martin AMR21, in the pit lane

Sebastian Vettel, Aston Martin AMR21, in the pit lane

Photo by: Jerry Andre / Motorsport Images

"Todos os outros que trabalharam próximos a ele falaram da mesma forma que eu agora", disse o chefe da Aston Martin. "E socialmente, eu podia ver essas características também. Então, não fiquei surpreso, e sim muito feliz por confirmar tudo que pensava."

Szafnauer reconheceu que Vettel levou algumas corridas para conhecer a equipe e ganhar velocidade, mas sentiu que ele "fez um bom trabalho".

"Sua maior qualidade como piloto de corrida é trabalhar incansavelmente para ficar cada vez mais rápido", comentou. "Ele faz isso até dentro das provas. Quando começa uma, vai olhar para outros pilotos e traçados que eles utilizaram para ver se pode aprender mesmo dentro de um GP para ser mais veloz ou economizar os pneus. Isso para mim é o seu maior trunfo."

Otmar apontou a Hungria como a corrida mais forte de Seb na temporada, onde colocou Esteban Ocon sob pressão ao longo da prova na luta pela vitória antes de terminar em segundo e mais tarde ser desqualificado.

"Embora o resultado não contasse, não por culpa dele, pensei que ele fez uma corrida brilhante em Budapeste e tentou ultrapassar Ocon", relembrou Szafnauer. "Ele queria muito a vitória. É muito difícil ultrapassar no Hungaroring, a menos que você tenha uma enorme vantagem no ritmo do carro, que não era nosso caso."

"Se tivesse sido um pouco diferente, um pit stop um pouco mais rápido ou se tivéssemos acabado de sair dos boxes antes de Esteban, acho que ele o teria deixado [para trás]."

GIAFFONE fala da SAÍDA DA F1 DA GLOBO PARA A BAND, comenta QUÍMICA com colegas e aborda CAOS de 2021

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #155 - Piores da F1 2021: Quais pilotos/equipes decepcionaram? Masi é consenso?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Ricciardo havia perdido fé em si mesmo antes de vitória na Itália
Artigo anterior

F1: Ricciardo havia perdido fé em si mesmo antes de vitória na Itália

Próximo artigo

F1 - Wolff projeta boa relação entre Mercedes e Red Bull e 'encerra' Abu Dhabi: "Venceram e isso tem que ser reconhecido"

F1 - Wolff projeta boa relação entre Mercedes e Red Bull e 'encerra' Abu Dhabi: "Venceram e isso tem que ser reconhecido"