Fórmula 1 GP do Azerbaijão

F1: Entenda por que Ferrari não se empolga com ritmo no final da prova de Baku

Segundo Frederic Vasseur, Charles Leclerc poupou pneus no início do stint, o que o fez ter mais ritmo nas voltas finais

Charles Leclerc, Ferrari SF-23

A Ferrari não se empolgou com Charles Leclerc igualar o ritmo das Red Bulls nos estágios finais do GP do Azerbaijão de Fórmula 1.

A equipe italiana sabe que sua fraqueza atual contra a Red Bull está no gerenciamento de pneus durante uma corrida, com pouco para separar as duas equipes na classificação em uma volta.

Leia também:

Apesar de ter conseguido um melhor ritmo de corrida na Austrália e conquistado a pole position para a sprint de Baku e no GP principal, a equipe ainda não foi páreo para a Red Bull nas long runs no fim de semana em Baku.

No entanto, nos momentos finais viu Leclerc entregar o mesmo ritmo que os Red Bulls, enquanto se defendia de Fernando Alonso.

Isso foi algo que até Max Verstappen percebeu, ao questionar Leclerc sobre isso na sala antes do pódio após a corrida.

A poucas voltas para o final, Leclerc até fez a volta mais rápida da corrida até aquele momento, mostrando que ainda havia muito potencial em seus pneus.

Mas, embora essa velocidade tenha gerado sugestões de que a Ferrari pode estar melhor com sua borracha do que o temido, o chefe da equipe, Fred Vasseur, acha que a imagem em Baku foi borrada por táticas de gerenciamento de pneus.

Ele acha que, como Leclerc administrou cuidadosamente os pneus logo após a parada do safety car para que eles tivessem mais desempenho no final, a dupla da Red Bull Sergio Perez e Verstappen usaram sua borracha além de seu melhor.

“Se você olhar para o último stint da corrida, não tenho certeza de que a Red Bull não planejava fazer duas [paradas], já que eles forçaram do começo ao fim”, disse Vasseur.

“Mas quando estávamos convencidos no início de que faríamos um stint e poupamos muito no começo, isso significava que realmente tínhamos uma vantagem de pneus no final. No geral, eles foram mais rápidos do que nós e não precisamos nos enganar”. 

Charles Leclerc, Ferrari SF-23

Charles Leclerc, Ferrari SF-23

Photo by: Ferrari

Leclerc disse que foi suave deliberadamente depois que o safety car parou para cuidar melhor dos pneus, tendo pagado o preço por forçar demais na sprint enquanto tentava perseguir Sergio Perez.

“Temos que [cuidar dos pneus] com nosso carro, caso contrário, os matamos e não podemos recuperá-los”, explicou. “Isso tem uma grande influência em nosso desempenho. Acho que fizemos o gerenciamento perfeito, mas não somos rápidos o suficiente.

“Se falhamos no início ou no final do stint, isso podemos mudar, mas simplesmente não temos desempenho suficiente por enquanto.”

O fato de a Ferrari ser tão rápida em uma única volta, mas ter dificuldades para igualar a Red Bull nas corridas, sugere que os problemas do SF-23 são mais de configuração do que de aerodinâmica.

Questionado pelo Motorsport.com se o fim de semana confirmou que os maiores problemas da Ferrari eram mecânicos, Vasseur disse: “Entender se está vindo da mecânica ou da aerodinâmica é outra história.

“Acho que o que é óbvio até agora é que estamos lutando com consistência, e isso é um pouco verdade neste fim de semana. Mas em toda a volta, em todas as curvas e em toda a corrida, o carro foi muito mais consistente neste fim de semana e estamos indo na direção certa”.

Aston Martin-Honda? RICO PENTEADO fala de "foto misteriosa", IMPACTO do acordo na F1 e mais; assista

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast #227 - Quem tem mais a ganhar e a perder após 'miniférias' da F1?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior RETA FINAL: Verstappen expõe irritação e Pérez 'emula' Rosberg; Ferrari ressurge
Próximo artigo F1: Pilotos culpam zona menor de DRS na reta por GP do Azerbaijão "chato"

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil