Últimas notícias

F1: Ferrari 2023 aprovada nos testes de colisão

Equipe italiana é a segunda a conseguir homologação da FIA sendo a Haas a primeira delas

Robert Shwartzman, Ferrari F1-75

Na Ferrari vivia-se um ambiente festivo, mas ainda assim, no Departamento de Corria havia quem estivesse trabalhando antes do Natal. O lançamento do carro da temporada de 2023 da Fórmula 1, marcado para 14 de fevereiro, segue um cronograma que está sendo rigorosamente cumprido de acordo com os planos deixados por Mattia Binotto antes do ex-diretor da equipe italiana se despedir para sempre após 28 anos.

Leia também:

E, embora nenhuma palavra oficial tenha sido dada por Maranello, a carroceria do 675 passou em todos os testes de colisão para ser homologada pela FIA. Em resumo, a 'gestação' do novo monolugar está avançando suavemente, confortada por dados de simulação que estimam um carro decididamente mais competitivo que o F1-75, que abriu caminho para o efeito solo na era híbrida em 2022.

Há um fato interessante a se notar: nas salas de teste da área de motores ouve-se muito menos 'música' da unidade de potência 066/7 que tanto perturbou os engenheiros, liderados por Enrico Gualtieri, na temporada 2022 devido a repetidas falhas que minaram a confiabilidade.

As metas de durabilidade estabelecidas para o próximo campeonato já teriam sido atingidas, portanto, o trabalho nas bancadas foi significativamente reduzido na direção do teto orçamentário ao qual os engenheiros de motores também terão que estar sujeitos a partir de 2023.

Frédéric Vasseur, team principal Ferrari

Frédéric Vasseur, team principal Ferrari

Photo by: Ferrari

Frederic Vasseur, que começa seu trabalho a partir de 9 de janeiro - dia em que ele realmente se junta a Maranello, embora já tenha recebido a 'chave' de Binotto, terá que lidar não só com o carro, mas com a estrutura da equipe para preencher as lacunas que surgiram após a Ferrari terminar em segundo lugar nos campeonatos de pilotos e construtores.

Dentro da equipe há um julgamento pendente, enquanto se espera que a nova alta administração deixe sua marca: Benedetto Vigna, CEO da Ferrari, é muito ativo nesta fase. Depois de ser muito discreto na temporada de 2022, ele quer assumir um papel mais ativo ao lado de Vasseur.

Bastidores da possível 'volta' da Honda à F1, como montadora ou equipe própria

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast Motorsport.com debate os pilotos destacados da F1 2022; ouça já!

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Red Bull se prepara para possível aposentadoria de Adrian Newey
Próximo artigo F1: Mercedes revela que subestimou porpoising na pré-temporada em Barcelona

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil