F1: Hamilton se diz surpreso com ritmo "realmente forte" da Ferrari em Mônaco

Piloto da Mercedes saiu satisfeito mas alertou que o W12 ainda tem margem de melhora para tentar bater a equipe Italiana nas ruas do principado

F1: Hamilton se diz surpreso com ritmo "realmente forte" da Ferrari em Mônaco

Lewis Hamilton ficou bastante surpreso com a liderança da Ferrari no segundo treino livre da Fórmula 1 para o GP de Mônaco na quinta-feira, dizendo que seu ritmo era "muito forte".

Depois que Carlos Sainz terminou em segundo no treino pela manhã, a Ferrari continuou mostrando sua força nas ruas estreitas de Mônaco na sessão da tarde, Charles Leclerc, liderando e o seu companheiro espanhol foi o segundo.

Leia também:

O piloto da casa estabeleceu a volta mais rápida de 1min11s684, Sainz veio logo em seguida a um décimo do seu companheiro. O líder do campeonato, Lewis Hamilton fechou os três primeiros, com três décimos de segundo de desvantagem para Leclerc.

O resultado foi uma surpresa depois que Mercedes e Red Bull dominaram o início da temporada, parecendo estar fora do alcance das demais equipes do grid.

Hamilton estava otimista após os treinos de quinta-feira em Mônaco com o retorno da categoria ao principado pela primeira vez em dois anos, mas citou o desempenho impressionante da Ferrari.

“Geralmente é muito bom estar de volta à esta pista”, disse Hamilton. “É rápida, esta pista, é absolutamente hipnotizante, toda vez que você tem a oportunidade de pilotar aqui. Então, sim, aproveitei o dia de hoje. É um desafio, naturalmente.”

“Acho que as Ferraris estão muito fortes, é surpreendente vê-los melhorar tanto, mas isso é ótimo. Isso significa mais competição.”

Questionado se ele acreditava que o ritmo da Ferrari era verdadeiro, Hamilton respondeu: “Estou vendo o que você está vendo. Geralmente estou focado apenas no meu trabalho. Parece que sim. Veremos."

O resultado marcou o primeiro 1-2 da Ferrari em qualquer sessão da Fórmula 1 desde o GP do Brasil de 2019, quando Sebastian Vettel liderou e Leclerc ficou em segundo no TL2 em Interlagos.

A Ferrari teve seu pior resultado em 40 anos no Mundial de Construtores passado, depois de experimentar uma forte queda de rendimento em comparação a temporada de 2019.

Hamilton busca a quarta vitória em Mônaco neste fim de semana, querendo ampliar sua vantagem de 14 pontos sobre Max Verstappen no Mundial de Pilotos. Verstappen terminou o TL2 em quarto lugar, apenas sete milésimos de segundo atrás de Hamilton.

O inglês estava satisfeito com o desempenho de seu carro durante os treinos de quinta-feira, mas sentiu que ainda havia trabalho a ser feito.

“Acho que o carro está bom, demos alguns passos decentes com o equilíbrio do carro”, disse Hamilton. “Geralmente saio muito feliz. Eu tenho algumas mudanças que provavelmente farei esta noite enquanto analisamos os dados.”

“Vai ser uma classificação apertada”, completou o líder do campeonato.

O companheiro de equipe do inglês, Valtteri Bottas terminou o dia em quinto, mas sentiu que estava lutando com o carro, principalmente nas curvas de baixa velocidade.

“Está faltando um pouco de dianteira no carro nesta pista”, disse Bottas. “Tivemos problemas semelhantes, mas é principalmente nas curvas de baixa velocidade, e se você não tem a dianteira, se ela vai virar ou não, você perde um pouco de tempo aqui.”

F1 2021 - Ferrari surpreende e é a mais rápida em Mônaco: destaques dos treinos livres | SEXTA-LIVRE

PODCAST: O GP de Mônaco ainda é o ponto alto da F1?

 

compartilhar
comentários
F1 - Pérez: pressão para melhor desempenho "vem de mim mesmo", não da Red Bull
Artigo anterior

F1 - Pérez: pressão para melhor desempenho "vem de mim mesmo", não da Red Bull

Próximo artigo

F1: Verstappen revela Red Bull “muito fraca” em comparação com Ferrari

F1: Verstappen revela Red Bull “muito fraca” em comparação com Ferrari
Carregar comentários