F1: Red Bull diz que troca de posição entre Verstappen e Pérez em Baku não foi ordem de equipe

Para Horner, foi uma questão de ter um carro mais rápido que o outro, acreditando que a perda de rendimento de Pérez se deu pelo ajuste do carro, focado na classificação

F1: Red Bull diz que troca de posição entre Verstappen e Pérez em Baku não foi ordem de equipe
Carregar reprodutor de áudio

O chefe da Red Bull, Christian Horner, insiste que a troca de posições entre Max Verstappen e Sergio Pérez, mudando a liderança do GP do Azerbaijão de Fórmula 1, não foi estritamente uma ordem de equipe.

A dupla do time austríaco vinha em primeiro e segundo no começo do GP, após a parada de Charles Leclerc durante o SC Virtual para colocar novos pneus. Enquanto Pérez, que liderava, sofria com a degradação dos pneus médios, seu rendimento caía consideravelmente.

Leia também:

Com os dois se aproximando na pista, Pérez foi instruído pela equipe no rádio a "não lutar", antes de Verstappen fazer sua manobra, ultrapassando o mexicano pela liderança na volta 15. Mas muitos viram a movimentação da Red Bull como uma forma calculada para favorecer o líder do Mundial, enquanto Horner defende que a situação era bem diferente.

Ele disse que, naquele ponto da prova, Verstappen estava muito mais rápido que Pérez, então não fazia sentido arriscar um acidente entre os dois na batalha pela liderança.

"Acho que hoje não foi estritamente ordens de equipe. Era uma questão de um carro mais rápido e outro mais lento. Max tinha um ritmo bem melhor que o de Checo no momento, que sofria com a degradação no pneu traseiro. Então foi uma questão de: não vamos colocar os carros no muro. Se um carro é mais rápido, conceda e vamos focar em obter o melhor resultado para a equipe".

Christian Horner, Team Principal, Red Bull Racing

Christian Horner, Team Principal, Red Bull Racing

Photo by: Red Bull Content Pool

Horner disse que as memórias do GP do Azerbaijão de 2018, quando Daniel Ricciardo e Verstappen bateram durante uma disputa pela liderança, fizeram com que o assunto surgisse na reunião de estratégia pré-corrida.

"A diferença de ritmo entre eles era tão grande, e nós falamos sobre isso pela manhã. Dissemos: olha, se vocês estiverem disputando, deixem espaço para o outro. E eles fizeram isso, porque 2018 não está tão distante assim".

"É muito importante que, neste ponto do campeonato, os pilotos sejam justos um com o outro, porque temos que maximizar os pontos frente a Ferrari. Sabemos que eles têm um carro muito rápido no momento, mas vimos o quão rápido a situação pode mudar. Então temos que priorizar".

Horner elogiou como Pérez compreendeu a situação, reconhecendo que a degradação extrema em seu pneu pode ter sido resultado do ajuste feito no carro, que favorecia mais a classificação;

"Checo é maduro. Ele entende a imagem maior e sabe que é um campeonato longo. Ele está na melhor forma de sua carreira após Mônaco. Mas acho que, olhando para o todo, talvez ele tenha colocado muita importância na classificação, com o ajuste e a degradação que sofreu. É algo que precisamos investigar".

"Na corrida, Max estava certamente em melhor forma que Checo no final do primeiro stint".

VÍDEO: Como explicar carro de Mick Schumacher partido ao meio em Mônaco?

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #181 – O que novo carro da F1 tem de melhor e pior até agora?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
F1: Retorno da África do Sul ao calendário pode ocorrer já em 2023; saiba mais
Artigo anterior

F1: Retorno da África do Sul ao calendário pode ocorrer já em 2023; saiba mais

Próximo artigo

F1 - Ferrari: "Prefiro ter boa performance e resolver confiabilidade do carro do que o contrário"

F1 - Ferrari: "Prefiro ter boa performance e resolver confiabilidade do carro do que o contrário"