F1: Sainz revela irritação com saída de Pérez da Racing Point

compartilhar
comentários
F1: Sainz revela irritação com saída de Pérez da Racing Point
Por:
Co-autor: Sergio Lillo

Daniel Ricciardo defendeu que o mexicano ainda tem tempo para conseguir uma vaga no grid de 2021

Na semana passada, Sergio Pérez confirmou sua saída da Racing Point no final da temporada 2020 da Fórmula 1, abrindo espaço para a chegada de Sebastian Vettel, apesar do mexicano ter contrato garantido até 2022. E para Carlos Sainz, a saída do piloto o irrita, por mostrar um lado do esporte que não tem nada a ver com a performance.

Para conseguir efetivar a saída de Pérez, a Racing Point, que se tornará Aston Martin em 2021, acionou uma cláusula de saída.

Leia também:

O movimento causou alguma controvérsia, especialmente porque Pérez foi instrumental para a sobrevivência da equipe quando ainda era Force India em 2018, além de ter entregado boas performances ao longo dos anos.

Para Sainz, o fato de Pérez ter sido demitido, enquanto a posição de Lance Stroll nunca esteve ameaçada, prova que ser rápido não é tudo na F1.

"O que Checo mostrou é que na F1 a performance não é tudo. Julgando apenas em performance, não havia motivos para ele sair da Racing Point, ou eles não o queriam ali. Mas, na F1, há outros interesses, coisas que vem junto da performance e são importantes".

"Para mim, a saída de Checo é uma pena, porque a equipe confiou nele por tantos anos, ele basicamente salvou eles da falência e finalmente têm um bom carro para ele. É uma pena".

Sainz disse esperar que, apesar do momento ser ruim, Pérez possa encontrar uma nova vaga na F1.

"Isso me irrita porque tenho um bom relacionamento com ele e o respeito muito como piloto. É um lembrete que o esporte é assim, ele faz muito pouco por você. Mas é um que escolhemos para competir e sermos profissionais, e temos que aceitar".

"Espero que ele consiga uma vaga que o motive e que em 2022 seja uma boa equipe. Certamente eu tive momentos de incertezas que foram muito políticas, e que não tinham nada a ver com a performance. É uma área do esporte que é menos esportiva e está além do controle do atleta. Ninguém gosta dessa situação".

Daniel Ricciardo, que substituirá Sainz na McLaren em 2021, disse que não é tarde para Pérez encontrar uma vaga para 2021.

"Ele certamente merece uma vaga. Como competidor, tenho ele em alta posição, e, como pessoa, me dou bem com ele. É meio tarde, mas não tanto assim. Acho que ele ainda tem tempo".

"Obviamente, há menos vagas disponíveis. Mas sim, espero que ele tenha uma vaga. Ele ainda é jovem".

Entenda como Max Verstappen pode sair da Red Bull antes do fim de seu contrato

PODCAST: Após 'comemorar' GP 1000, qual é o tamanho da crise da Ferrari?

 

F1: Webber diz que Leclerc pode ser “a próxima vítima” da Ferrari

Artigo anterior

F1: Webber diz que Leclerc pode ser “a próxima vítima” da Ferrari

Próximo artigo

F1: Ricciardo acredita que Renault está melhorando em pistas de alto downforce após Mugello

F1: Ricciardo acredita que Renault está melhorando em pistas de alto downforce após Mugello
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Sergio Perez , Carlos Sainz Jr.
Autor Jonathan Noble