F1: Schumacher diz que passou uma semana em quarentena para poder ajustar assento da Haas

Alemão teve que se adaptar às regras impostas pelo Reino Unido para ter a chance de um único dia de trabalho com equipe

F1: Schumacher diz que passou uma semana em quarentena para poder ajustar assento da Haas

Mick Schumacher disse que teve que ficar uma semana de quarentena apenas para fazer o ajuste de seu assento com a Haas. Devido às restrições ao coronavírus impostas pelo governo britânico, todos os que chegam da Suíça, onde vive o alemão, têm que passar por um período obrigatório de auto isolamento e realizar dois testes de Covid-19.

Essa obrigação foi o que levou Fernando Alonso a se ausentar de qualquer envolvimento no lançamento e no shakedown da Alpine no início desta semana, mas Schumacher não teve escolha a não ser passar por isso para que ele pudesse continuar com seus preparativos para a estreia na Fórmula 1.

Leia também:

Em declarações nesta quinta-feira (04), Schumacher explicou que a situação era bastante difícil de administrar, mas que valeu a pena seguir o processo.

“Obviamente, não tem sido fácil, pois viajar para a Inglaterra ficou muito restrito”, explicou. “Foi muito difícil para mim ajustar meu assento.”

“Tínhamos um plano e, em seguida, as regras mudaram e eu tive que ficar em quarentena. Então eu tive que encontrar um lugar onde eu pudesse desistir de um total de 10 dias, basicamente para me dar espaço para ir até a equipe.”

“Então eu cheguei na Inglaterra em um lugar e basicamente fiquei lá pelo tempo que foi dado a mim. E, depois que meus resultados voltaram todos negativos, dos dias que fomos designados, pude ir para a equipe.”

Schumacher disse que ainda espera que mais trabalho seja feito para ficar totalmente confortável no cockpit da Haas, mas isso agora teria que esperar até os testes de pré-temporada no Bahrein.

“Obviamente, o ajuste do assento foi um dia muito longo”, disse ele. “Acho que começamos às oito horas da manhã e terminamos às 22h30. Mas valeu a pena. Conseguimos arrumar um assento, o que foi muito bom.”

“É uma sensação boa do lado de fora, obviamente. Um assento é sempre muito especial, mas pode ser muito bom quando você está parado e, no momento em que guia, parece uma merda.”

“Portanto, é algo que apenas teremos que descobrir no caminho. E depois disso, faremos modificações. Precisamos, mas tenho quase certeza de que tenho um bom lugar. E agora é tudo sobre tentar e aperfeiçoá-lo.”

Parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

HAAS 2021: Veja o carro 'RUSSO' da ESTREIA de SCHUMACHER em ano que time irá 'CUMPRIR TABELA' na F1

PODCAST: Como seria a transmissão dos sonhos da F1 no Brasil?

 

compartilhar
comentários
Análise técnica: veja os ajustes escondidos do novo carro da Alpine

Artigo anterior

Análise técnica: veja os ajustes escondidos do novo carro da Alpine

Próximo artigo

F1: GP do Bahrein venderá ingressos a fãs vacinados ou recuperados de Covid-19

F1: GP do Bahrein venderá ingressos a fãs vacinados ou recuperados de Covid-19
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Mick Schumacher
Equipes Haas F1 Team
Autor Jonathan Noble