GP do Canadá espera renovar e confirmar prova em 2017

Organizadores de prova em Montreal estão confiantes de que o contrato será renovado nas próximas semanas e corrida, que aparece com asterisco em calendário provisório de 2017, será confirmada

GP do Canadá espera renovar e confirmar prova em 2017
Kimi Raikkonen, Ferrari SF16-H
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid
Romain Grosjean, Haas F1 Team VF-16
The grid observes the national anthem
Carregar reprodutor de áudio

O GP do Canadá, que aparece com asterisco no calendário provisório da temporada 2017 da Fórmula 1 - divulgado pela FIA (Federação Internacional de Automobilismo) em setembro - espera mudar o status em breve e confirmar a realização da prova, agendada para o dia 11 de junho do próximo ano.

Entende-se que a confirmação de um novo acordo estaria submetida à conclusão no tempo previsto das reformas na pista e na infraestrutura. No acordo firmado em 2014, a organização da prova se comprometeu a revitalizar as estruturas - incluindo paddock, torre de controle e centro médico - e entregá-las no próximo ano.

Entretanto, o andamento das obras não tem acontecido dentro do prometido e as conversas agora giram em torno do adiamento da conclusão das obras para 2019, o que exigiria um novo contrato.

O promotor do GP do Canadá, François Dumontier, esteve em Austin no último final de semana e se reuniu com Bernie Ecclestone, chefão da F1, e com Jean Todt, presidente da FIA. Após a reunião, Dumontier disse que as conversas foram positivas e caminharam na direção desejada.

“Agora, as conversas são entre a prefeitura e Ecclestone. Estou bastante confiante de que eles chegarão a um acordo que retire o caráter provisório de nossa corrida no calendário. Há uma proposta de entrega das obras até 2019. Se conseguirmos um acordo neste sentido, tudo ficará bem", contou Dumontier ao Motorsport.com.

O Canadá tem até 30 de novembro para fechar um acordo, já que essa é a data em que a FIA espera finalizar o calendário da próxima temporada.

compartilhar
comentários
A história da foto: o toque entre Alonso e Massa em Austin
Artigo anterior

A história da foto: o toque entre Alonso e Massa em Austin

Próximo artigo

Haryanto estima que tem 50% de chance de volta à F1 em 2017

Haryanto estima que tem 50% de chance de volta à F1 em 2017
Carregar comentários