Hamilton: derrota de 2007 é exemplo de que tudo pode mudar

Lewis Hamilton diz que lições aprendidas em perda de título no ano de estreia na Fórmula 1 dá a ele a motivação necessária para seguir lutando pelo campeonato neste ano

Hamilton: derrota de 2007 é exemplo de que tudo pode mudar
Podium: race winner Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1
Race winner Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 celebrates with the team
Race winner Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 celebrates with the team
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid and Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid on the grid
Lewis Hamilton, McLaren Mercedes, MP4-22 is pushed back to Parc Ferme
Podium: race winner Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1
Carregar reprodutor de áudio

Lewis Hamilton já não tem o controle sobre a batalha pelo título da temporada 2016 da Fórmula 1, bastando para Nico Rosberg terminar as duas últimas corridas do ano em segundo para se sagrar campeão. Uma simples vitória do alemão no GP do Brasil, no dia 13 de novembro, será suficiente para garantir a conquista.

Ainda assim, Hamilton não se dá por vencido e utiliza a derrota sofrida em 2007, ano de estreia na F1, como exemplo. Naquele ano, Kimi Räikkönen tirou uma desvantagem significativa nas duas últimas etapas e virou o jogo na última corrida, tornando-se campeão naquele ano.

"É ótimo ter o desempenho que sei que posso ter, não sofrer com problemas no carro e apresentar o ritmo que podemos apresentar. Creio que fiz isso durante boa parte da temporada, mas lutar por algo que não sei se serei capaz de alcançar é, definitivamente, algo inusitado para mim", disse.

"Vou dar o máximo até o fim, pode terminar em algo doloroso ou pode ser algo muito bom. Tudo o que sei é que no início de minha carreira na F1, a instantes do final do campeonato, tudo mudou. É por isso que não posso desistir", afirmou.

Hamilton, que nunca venceu em Interlagos, sabe da importância de bater Rosberg - que venceu a prova brasileira nos dois últimos anos - já que se o alemão repetir o feito o título será garantido com antecipação.

"Não estou focado no campeonato agora, mas em tentar vencer estas duas corridas e dar o meu melhor. Sei que quando apresento meu melhor desempenho, as coisas acontecem como no México. É isso que preciso fazer. Nunca venci no Brasil, então vou para lá com a mesma mentalidade que tive no último final de semana", acrescentou.

Questionado se já estava se preparando para lidar com uma possível derrota no campeonato, Hamilton respondeu: "Não sei como você pode se preparar para perder. Não acho que você se prepara para a derrota", disse.

"Vivo um cenário em que há mais chances de derrota do que de vitória. É difícil de aceitar, mas é o que tenho hoje. A vida segue, eu sigo em frente - sigo sendo tricampeão. Espero que no próximo ano eu não sofra com problemas de confiabilidade", completou.

compartilhar
comentários
Para Ricciardo, Vettel tem exagerado demais nas reclamações
Artigo anterior

Para Ricciardo, Vettel tem exagerado demais nas reclamações

Próximo artigo

Williams confirma Stroll como substituto de Massa

Williams confirma Stroll como substituto de Massa