Fórmula 1
29 ago
-
01 set
Evento encerrado
05 set
-
08 set
Evento encerrado
19 set
-
22 set
Evento encerrado
26 set
-
29 set
Evento encerrado
10 out
-
13 out
Evento encerrado
31 out
-
03 nov
Próximo evento em
12 dias
14 nov
-
17 nov
R
GP de Abu Dhabi
28 nov
-
01 dez
Próximo evento em
40 dias

Kubica pode andar com Renault de 2017 em teste na Hungria

compartilhar
comentários
Kubica pode andar com Renault de 2017 em teste na Hungria
Por:
Traduzido por: Gabriel Lima
18 de jul de 2017 17:00

Piloto polonês é um dos cotados a participar no treino coletivo da F1 após o GP da Hungria da próxima semana

Robert Kubica, Renault F1 Team
Nobuharu Matsushita, ART Grand Prix
Nico Hulkenberg, Renault Sport F1 Team RS17
Nico Hulkenberg, Renault Sport F1 Team RS17
Podium: race winner Nicholas Latifi, DAMS
Esteban Ocon, Sahara Force India F1 VJM10, Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1 W08, Sergio Perez, Sahara Force India F1 VJM10, Stoffel Vandoorne, McLaren MCL32
Robert Kubica, Lotus Renault
Robert Kubica, Lotus Renault
Robert Kubica, Lotus Renault
Robert Kubica, Lotus Renault

O line-up do teste da Fórmula 1 após o GP da Hungria vai ganhando forma, mas todos os olhos estão na Renault e em Robert Kubica.

A fabricante de automóveis francesa está ponderando se deve ou não dar ao polonês um teste em seu carro de 2017 para avaliar se Kubica tem potencial para retornar à F1.

Kubica impressionou em dois treinos particulares que fez em um carro de 2012, mas a Renault ainda quer saber mais sobre sua performance, e estuda coloca-lo no teste da Hungria.

Com regras rigorosas de testes na F1, as oportunidades de Kubica de andar em um carro atual são extremamente limitadas - e são ainda mais complicadas pelo fato de que ele não vai contar como piloto estreante apesar de seus anos longe da F1.

Os regulamentos da FIA exigem que dois dos quatro dias de teste dentro da temporada sejam completados por pilotos que tenham competido em apenas no máximo dois GPs. Kubica completou 76 corridas em sua carreira pela BMW Sauber e pela Renault.

Como Nico Hulkenberg já treinou no teste do Bahrein, o time enfrenta um dilema sobre dar ou não a Kubica uma chance, preterindo assim Jolyon Palmer – piloto da equipe. Nicholas Latifi deverá ser o piloto estreante a testar a Renault, com Palmer e Kubica disputando a segunda vaga.

A única outra maneira que a Renault teria de testar com Kubica seria em um treino de aclimatação totalmente separado, que é permitido pelas regras se uma equipe optar por substituir um piloto no meio do ano.

Kubica seria qualificado para fazer isso, porque não corre na F1 há mais de dois anos. O teste deve ser feito em uma pista que não faz parte do calendário da F1.

No entanto, caso o teste aconteça e a equipe decida no final que Kubica não está pronto para competir, então a regra determinaria que a Renault perdesse um de seus dias de testes de pré-temporada em 2018.

Seleção de estreantes

O teste de Hungaroring terá em sua maioria jovens pilotos, incluindo o líder da GP3, George Russell, que terá dois dias de testes com a Mercedes porque a equipe usou Lewis Hamilton e Valtteri Bottas no Bahrein.

A Red Bull está preparada para usar Pierre Gasly e Max Verstappen, enquanto a Ferrari andará com o líder da F2, Charles Leclerc, ao lado de Kimi Raikkonen.

A Force India anunciou nesta terça-feira que andará com Lucas Auer e Nikita Mazepin, enquanto a Williams está pensando em andar com Gary Paffett novamente ao lado de Felipe Massa.

O líder da F3, Lando Norris, andará com a McLaren ao lado de Stoffel Vandoorne. Sean Gelael andará com a Toro Rosso, e Gustav Malja e Nobuharu Matsushita na Sauber.

Reportagem adicional por Roberto Chinchero

Teste Hungria

Equipe Pilotos
Mercedes George Russell
Red Bull Pierre Gasly,  Max Verstappen
Ferrari Kimi Raikkonen,  Charles Leclerc
Force India Lucas Auer,  Nikita Mazepin
Williams Felipe Massa,  Gary Paffett ?
McLaren Stoffel Vandoorne,  Lando Norris
Renault Nicholas Latifi,  Robert Kubica ?
Toro Rosso Sean Gelael,  Daniil Kvyat,  Carlos Sainz
Haas Santino Ferrucci
Sauber Gustav Malja,  Nobuharu Matsushita
Próximo artigo
Red Bull culpa motor por falta de desempenho em Silverstone

Artigo anterior

Red Bull culpa motor por falta de desempenho em Silverstone

Próximo artigo

Renault: não há desculpa para falta de confiabilidade

Renault: não há desculpa para falta de confiabilidade
Carregar comentários