McLaren: relação com Renault é mais próxima do que com Honda

A McLaren já possui uma relação mais próxima com sua nova fornecedora de motores, a Renault, do que tinha com sua antiga parceira, a Honda, disse Stoffel Vandoorne.

McLaren: relação com Renault é mais próxima do que com Honda
Stoffel Vandoorne, McLaren MCL33
Stoffel Vandoorne, McLaren MCL33
Stoffel Vandoorne, McLaren MCL33 stopped on track
Stoffel Vandoorne, McLaren MCL33 stopped on track
Stoffel Vandoorne, McLaren MCL33
Stoffel Vandoorne, McLaren MCL33
Stoffel Vandoorne, McLaren MCL33

Depois de três anos predominantemente frustrantes como equipe de fábrica da F1, a McLaren rompeu com a marca japonesa e, agora, é cliente da Renault.

A Toro Rosso assumiu o contrato com a Honda e tem elogiado muito a parceria durante uma pré-temporada praticamente livre de problemas.

Mas, quando questionado pelo Motorsport.com sobre o quão boa estava a cooperação entre McLaren e Renault, Vandoorne disse: “Até agora, está indo muito bem.”

“Acho que McLaren e Renault estão talvez mais próximas do que já aconteceu com a Honda, também porque a cultura é muito mais parecida.”

“É uma relação muito aberta. Se alguém comete um erro, a outra parte não fica com a culpa. Se há problemas, eles encontram uma solução muito rapidamente.”

Ele descreveu o clima na McLaren como “muito diferente, muito positivo” em comparação ao ano passado, mesmo que a equipe novamente tenha de lidar com muitos problemas de confiabilidade.

“Talvez a mudança era necessária para dar um impulso à equipe. Tivemos um teste muito positivo, mesmo que tenhamos tido alguns problemas.”

“Todos têm uma sensação positiva e isso é importante para nossa motivação.”

Vandoorne encerrou a quinta-feira como o sexto mais rápido, 1s7 atrás de Sebastian Vettel, que quebrou o recorde da pista com a Ferrari.

“É claro que há equipes que estão muito rápidas, mas eu não acho que equipes como Ferrari e Mercedes sejam nosso alvo neste ano”, analisou.

“Precisamos melhorar em todas as partes. Esse é um esporte onde não há uma única equipe que pare de procurar áreas para melhorar em toda parte.”

“Porque você tem uma boa sensação no carro, não é que não há problemas para resolver.”

“Estou feliz com o pacote que temos. Em termos de acerto, sabemos mais ou menos onde estamos com todos os sistemas no carro. Entendemos como usá-los.”

Reportagem adicional de Erwin Jaeggi

compartilhar
comentários
Vettel: Ferrari ainda precisa encontrar performance
Artigo anterior

Vettel: Ferrari ainda precisa encontrar performance

Próximo artigo

GALERIA: O fim da pré-temporada da F1 em Barcelona

GALERIA: O fim da pré-temporada da F1 em Barcelona
Carregar comentários