Fórmula 1 GP do Canadá

F1: Red Bulls, Ferraris, Tsunoda e Albon trocam componentes no Canadá

Verstappen, Pérez, Leclerc e Sainz, além de japonês da AlphaTauri e anglo-tailandês da Williams, têm novas peças para a etapa do circuito Gilles Villeneuve

Traseira da Ferrari SF-23

Neste fim de semana, disputa-se o GP do Canadá, oitava etapa da Fórmula 1 2023. E seis carros  têm trocas de componentes em Montreal, embora todas as alterações estejam dentro das alocações permitidas, de modo que, por enquanto, não há punições no circuito Gilles Villeneuve.

O editor recomenda:

Na Ferrari, tanto o monegasco Charles Leclerc quanto o espanhol Carlos Sainz processam troca do motor de combustão interna (ICE, na sigla em inglês). Neste caso, é a terceira instalação de ICE, dentro do limite da alocação permitida. 

 

A situação é idêntica nos casos do japonês Yuki Tsunoda, da AlphaTauri, e do anglo-tailandês Alexander Albon, da Williams. Os dois, aliás, também terão novos turbos. Para eles, é a terceira instalação da peça, com ambos tendo anteriormente utilizado dois turbochargers (TC, no inglês).

Tsunoda e Albon também instalam no Canadá seus terceiros 'jogos' de MGU-H e MGU-K. No caso do japonês, ele também terá seu terceiro sistema de exaustão, assim como os colegas da Red Bull: Max Verstappen, da Holanda, e Sergio Pérez, do México. Tudo dentro do limite de alocação.

Rico Penteado abre o jogo sobre Michael Schumacher

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast Motorsport.com - Mercedes, Aston ou Ferrari: quem termina a F1 23 como 2ª força?

 
 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

 

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior Falta de energia impede F1 de realizar treino livre no Canadá; FIA adianta TL2 e aumenta duração para 90 minutos
Próximo artigo F1: Hamilton se cala, mas tabloide reporta possível renovação com Mercedes por mais cinco anos

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil