Russell revela que “nenhuma promessa foi feita” por vaga na Mercedes em 2022

Jovem piloto inglês disse que está focado apenas no campeonato que está prestes a começar e não vê problemas em permanecer na Williams caso oportunidade na Mercedes não aconteça

Russell revela que “nenhuma promessa foi feita” por vaga na Mercedes em 2022

George Russell disse que “nenhuma promessa foi feita” sobre um assento da Mercedes para 2022, e que seu foco está inteiramente na Williams antes da nova temporada da Fórmula 1.

Russell está entrando no último ano de seu contrato com a Williams em 2021, levando a sugestões de que ele poderia se juntar à Mercedes na próxima temporada.

Leia também:

A Mercedes apoiou a carreira de Russell desde o final de 2016 e optou por convocá-lo quando Lewis Hamilton testou positivo para Covid-19 antes do GP de Sakhir.

Russell dominou a corrida e estava a caminho da vitória antes que uma confusão de pneus e um furo o deixassem para terminar a corrida em nono, mas o desempenho apenas serviu para que ele fosse promovido no futuro.

A Mercedes tem dois assentos vagos para 2022 depois que Hamilton assinou uma extensão de contrato de apenas um ano, dando liberdade à equipe no mercado de pilotos.

Russell frisou que qualquer decisão sobre um assento da Mercedes estava "fora de minhas mãos" e que nenhuma promessa havia sido feita sobre uma possível promoção.

“Toto [Wolff] sempre me deu sua palavra e sempre me deu a oportunidade quando eles acreditam que eu mereço”, disse Russell.

“Eles me disseram que eu faço parte do futuro deles. Seja o que for, será novamente quando eles acreditarem que seja a hora certa. Acho que muitas pessoas pensam que o próximo ano é o caminho natural.”

“Mas, da mesma forma, as coisas mudam muito, muito rapidamente no automobilismo, especialmente na F1. Então, nem estou pensando nisso para ser honesto.”

“Obviamente tive um gostinho da vida na frente do grid no ano passado, mas, como disse, estou apenas focado no aqui e agora, focando no Bahrein. Se eu executar no caminho certo e entregar, continuando no mesmo caminho e progresso que tenho feito até agora, acho que no futuro a oportunidade virá.”

“Mas eu nem estou pensando nisso e nenhuma promessa foi feita.”

A Williams está entrando na temporada de 2021 impulsionada pela aquisição pelo grupo de investimentos norte-americano Dorilton Capital, marcando uma nova era para a equipe depois de amargar resultados ruins nos últimos anos.

Questionado sobre quais seriam seus planos se a Mercedes não o contratasse para sua equipe em 2022, Russell falou sobre as perspectivas futuras de Williams.

“Há muita especulação e pensamentos à frente da temporada de 2022, onde estarei”, disse Russell.

“Se isso não acontecesse, o que a maioria de vocês está especulando, é uma posição interessante para mim. Mas como está atualmente com todo o investimento da Dorilton, as mudanças que eu já vi ocorrendo na Williams... A equipe terminou em último nas últimas três temporadas. Não acho que será o caso em 2022.”

“Vejo um futuro muito brilhante aqui. Há uma grande oportunidade para todas as equipes da F1 em 2022 e, como os caras disseram, com o investimento que temos, com os caras que já estão aqui, com caras como Jost [Capito] que estão chegando, o relacionamento que foi construído com a Mercedes, parece muito emocionante para a equipe.”

“Acho que tenho uma decisão muito interessante em minhas mãos no meio deste ano, mas ainda não.”

Parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

Williams APRESENTA carro NOVO, Bia REVELA ameaça de MORTE e BAND mostra DETALHES da cobertura da F1

PODCAST: Como seria a transmissão dos sonhos da F1 no Brasil?

 

compartilhar
comentários
Todt revela que alertou Mazepin para “consequências graves” sobre comportamento

Artigo anterior

Todt revela que alertou Mazepin para “consequências graves” sobre comportamento

Próximo artigo

F1: FIA revela causa da bola de fogo em acidente de Grosjean

F1: FIA revela causa da bola de fogo em acidente de Grosjean
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos George Russell
Equipes Williams
Autor Luke Smith