MotoGP
15 out
Evento encerrado
18 out
Evento encerrado
25 out
Evento encerrado
R
GP da Austrália
23 out
Canceled
08 nov
Evento encerrado
22 nov
Evento encerrado

MotoGP: Pista de Portimão impressiona pilotos do grid após testes

compartilhar
comentários
MotoGP: Pista de Portimão impressiona pilotos do grid após testes
Por:

Pilotos da categoria estrearam nesta semana no Circuito de Portimão para testes e preveem um GP de Portugal desafiador

Nesta quarta-feira (07), vários pilotos de MotoGP completaram um dia de testes no Circuito de Portimão, em Portugal. A maioria deles foi à pista com motos de rua, já que o objetivo era conhecer o traçado português que receberá a última etapa da temporada de 2020.

O circuito de Algarve causou uma boa primeira impressão entre os pilotos, em parte pelas características peculiares da pista, com alterações de elevação muito pronunciadas, com as quais não estão habituados.

Leia também:

Andrea Dovizioso disse que estas características são "únicas": "As subidas e descidas são muito pronunciadas", comentou o piloto da Ducati ao site oficial da MotoGP. "Para nós é muito estranho, incomum. Não é fácil. Estou ansioso para ver como será em uma moto de MotoGP”.

Valentino Rossi, por sua vez, também ficou impressionado com estas partes do circuito. "É uma pista fantástica, gosto muito. Na televisão parece mais difícil. Na vida real é bom, é melhor. As condições eram perfeitas para andar de moto. Nos divertimos muito. A pista é difícil, é técnica. Há três ou quatro locais onde é bastante assustador porque há grandes solavancos. Mas no geral o ritmo na pista é bom, então eu gosto”.

Rossi acredita que com a potência dos equipamentos da MotoGP a pista ficará “mais dura”: “Vamos conseguir andar mais rápido e as velocidades serão maiores. Obviamente, em três ou quatro locais diferentes, com grandes alterações na elevação, vai ser difícil ficar em contato com o solo com uma MotoGP”.

O companheiro de equipe do italiano, Maverick Viñales, prepara-se para as dificuldades que essa característica de Portimão causará. "Há muitas mudanças de elevação e a roda dianteira tem que estar em contato com o solo. Vamos trabalhar nisso”.

Os pilotos também terão de prestar atenção às partes mais sinuosas, de acordo com Johann Zarco. "As curvas, as subidas e as descidas estão bastante bem", disse ao MotoGP.com. “Acho que vai ser difícil. Não poderemos aproveitar toda a potência da moto. Com todas as mudanças [de elevação], é difícil de pilotar, mas é bastante divertido”.

O francês descreveu a pista como "fantástica" e está satisfeito com a aderência que oferece, após o recapeamento feito nas últimas semanas: "Esperávamos ter muita aderência e temos. É bom andar no novo asfalto”.

Sete pilotos conseguiram andar com as MotoGP: os dois pilotos da Aprilia - graças às concessões dos pilotos da montadora - e os testadores das outras marcas.

Aleix Espargaró considerou o circuito muito difícil: “Portimão é muito especial. Já tinha corrido lá com uma moto de rua, mas com uma MotoGP é diferente. É uma montanha-russa! Com uma moto de MotoGP é muito divertido, mas também muito exigente física e mentalmente. É preciso estar muito concentrado. É uma das pistas mais difíceis que já fiz com uma moto de MotoGP”.

"A última curva é incrível. Adoro. É o ponto mais perigoso, porque você chega lá muito rápido. Eu diria que tirando essa última curva, o resto do circuito é seguro o suficiente”.

Alex Márquez concordou com a boa impressão que a pista gerou e também reduziu as preocupações com a segurança. No entanto, ele espera que o recapeamento não seja prejudicado pela presença da F1 na pista antes da MotoGP.

“Circuito difícil, mas muito bonito. Vai ser interessante ver a MotoGP lá. É verdade que quem melhor se adapta pode fazer a diferença. Agora que a F1 está indo e o asfalto é novo, vamos ver como fica depois. No momento, a Aprilia foi a mais rápida".

"Existem áreas para todas as motocicletas. As áreas de escape nunca são suficientes com uma MotoGP, nenhum circuito garante cem por cento de segurança, mas rodar e observar os pilotos de teste penso que está tudo bem e não há nenhum ponto complicado”, comentou.

DIRETO DO PADDOCK: A crítica de Hamilton ao autódromo do Rio e as novidades do GP de Eifel de F1

PODCAST: A F1 perde força com a saída da Honda?

 

MotoGP: Quartararo não terá novos motores para últimas seis etapas

Artigo anterior

MotoGP: Quartararo não terá novos motores para últimas seis etapas

Próximo artigo

De olho no título da MotoGP, Mir afirma: "Podemos ganhar o Mundial"

De olho no título da MotoGP, Mir afirma: "Podemos ganhar o Mundial"
Carregar comentários