Rossi revela que quebrou dedo em queda em Motegi

Mesmo com algumas dores, italiano acredita que não terá maiores problemas para correr neste final de semana na Austrália

Rossi revela que quebrou dedo em queda em Motegi
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing, Marc Marquez, Repsol Honda Team
Polesitter Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing, Jorge Lorenzo, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Jorge Lorenzo, Yamaha Factory Racing, Marc Marquez, Repsol Honda Team, Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing

A chance de ser campeão em 2016 para Valentino Rossi acabou quando o italiano encontrou o chão na sétima volta do GP do Japão, há pouco menos de uma semana. Além do abandono, o piloto da moto 46 acabou quebrando o dedo mindinho de sua mão esquerda.

Revelando a contusão apenas nesta quinta em Phillip Island, o piloto da Yamaha disse que o machucado não representará um grande problema  para sua performance neste final de semana na Austrália.

"Com o dedo eu sofri um pouco, porque no final descobrimos que eu quebrei", disse ele. "Já está bem melhor, mas eu ainda sinto alguma dor.”

"Para andar de moto, não é tão ruim. O problema é que é um pouco feio."

Perguntado se estava com raiva de si mesmo por perder o título para Márquez desta maneira, Rossi respondeu: "não estava com raiva, mas estou triste por perder uma oportunidade de fazer uma boa corrida, de tentar lutar e trazer alguma coisa para casa depois de ter ido bem nos treinos e ter feito a pole position.”

"Quando você abandona assim, é uma grande pena. Eu não senti o meu erro, e também analisando os dados é muito difícil de entender.”

"A coisa boa é que temos mais uma corrida imediatamente e temos que tentar um bom resultado."

Com Lorenzo também sem marcar pontos em Motegi, ambos continuam separados por 14 pontos na disputa do segundo lugar no campeonato com ainda três provas para o fim do ano.

"A motivação maior é tentar fazer pontos, terminando em todas as três corridas e lutando pelo pódio aqui, em Sepang e em Valência", concluiu Rossi.

Reportagem adicional Oriol Puigdemont

compartilhar
comentários
Iannone planeja retorno à Ducati no GP da Malásia
Artigo anterior

Iannone planeja retorno à Ducati no GP da Malásia

Próximo artigo

Crutchlow: “achei que Miller seria escolha natural da Honda”

Crutchlow: “achei que Miller seria escolha natural da Honda”
Carregar comentários