NASCAR Cup
12 jun
Postponed
19 jun
Postponed
27 jun
Evento encerrado
28 jun
Evento encerrado
12 jul
Evento encerrado
23 jul
Evento encerrado
02 ago
Evento encerrado
R
Michigan II
07 ago
Postponed
R
Watkins Glen
14 ago
Canceled
R
Daytona II
16 ago
Próximo evento em
7 dias
R
Dover II
21 ago
Postponed
R
Richmond II
10 set
Próximo evento em
32 dias
R
Bristol II
19 set
Próximo evento em
41 dias
R
Las Vegas II
25 set
Próximo evento em
47 dias
R
Talladega II
02 out
Próximo evento em
54 dias
R
Charlotte II
09 out
Próximo evento em
61 dias
R
Kansas II
18 out
Próximo evento em
70 dias
R
Texas II
25 out
Próximo evento em
77 dias
R
Martinsville II
30 out
Próximo evento em
82 dias
R
Phoenix II
06 nov
Próximo evento em
89 dias

Linha do tempo: entenda polêmica do suposto símbolo do racismo americano encontrado no box de Bubba Wallace

compartilhar
comentários
Linha do tempo: entenda polêmica do suposto símbolo do racismo americano encontrado no box de Bubba Wallace
Por:
26 de jun de 2020 11:46

Após a NASCAR divulgar uma foto da corda encontrada na garagem de Bubba Wallace, relembramos todos os acontecimentos sobre o caso

A etapa de Talladega, a 13ª da temporada de 2020 da NASCAR Cup Series, foi recheada de polêmicas, principalmente fora da pista. A corrida teve que ser adiada para a segunda-feira, 22 de junho, por causa da chuva e antes mesmo dos carros acelerarem, as notícias vindas do superoval do Alabama chocavam fãs, profissionais do esporte e jornalistas.

Durante a tarde de domingo, manifestantes protestaram contra a decisão da categoria de banir a bandeira dos confederados, tomada há algumas semanas. Mas no fim daquela noite, outra notícia, fornecida pela própria NASCAR, era mais chocante, a de uma corda com laço de enforcamento ter sido encontrada na garagem do carro #43 da Richard Petty Motorsports, a de Bubba Wallace, único piloto negro da elite da NASCAR.

Leia também:

Investigation at Darrell Wallace Jr., Richard Petty Motorsports pit garage

Investigation at Darrell Wallace Jr., Richard Petty Motorsports pit garage

Photo by: NASCAR Media

O caso teve repercussão dentro e fora do esporte, com a Governadora do Alabama (estado onde Wallace nasceu) divulgando um pedido oficial de desculpas e se colocando à disposição da NASCAR para a investigação e até o FBI se envolvendo no caso. 

Na prova, realizada na segunda, o mundo da NASCAR se uniu em apoio a Bubba, prestando diversas homenagens ao piloto antes do início da corrida. Entre eles, estava o dono da equipe pela qual o piloto corre, Richard Petty. Petty decidiu estar presente no autódromo para dar um abraço em seu piloto após a descoberta do objeto.

Nós dias seguintes, uma série de investigações e reviravoltas aconteceram e o Motorsport.com esclarece em uma linha do tempo:

- No domingo, após a inspeção inicial e antes da corrida – que acabaria adiada por causa da chuva - um membro da equipe de Bubba Wallace notou o laço pendurado na garagem. Aproximadamente às 16h30, a NASCAR foi alertada pela presença do laço. Representantes da categoria fizeram uma varredura completa da garagem por sua equipe de segurança e descobriram que apenas a corda da equipe #43 tinha um laço. Todos os outros eram cordas regulares.

- Por volta das 18h do domingo, a direção da NASCAR se reuniu e imediatamente determinou que uma investigação se justificava e começou as etapas iniciais. Aproximadamente às 19h30, o presidente Steve Phelps relatou a Wallace do que foi encontrado na garagem. A NASCAR divulgou uma declaração à imprensa às 22h40.

- Às 10h da manhã de segunda-feira, o FBI chegou à pista com 15 agentes para iniciar sua investigação. A NASCAR forneceu ao FBI uma lista de funcionários com acesso à garagem, além de vídeos e imagens tirados do fim de semana e do fim de semana da prova de outono de 2019.

- Durante o dia, o FBI entrevistou membros de diversas equipes, fiscais da NASCAR, equipes de segurança e bombeiros. O Talladega Superspeedway também forneceu ao FBI uma lista de eventos que ocorreram desde outubro de 2019, que é quando as novas garagens foram inauguradas.

- O FBI relata no final da segunda-feira que suas entrevistas estavam completas e as evidências naquele momento eram inconclusivas e eles planejavam continuar sua investigação na manhã seguinte.

- Na terça-feira de manhã, a NASCAR recebeu um vídeo adicional e forneceu ao FBI. O vídeo corroborou o testemunho de uma das entrevistas que o FBI havia realizado de que o laço estava presente naquela garagem durante o evento da Cup Series de 2019. A Procuradoria dos EUA e o FBI informaram à NASCAR que sua investigação havia concluído que este foi um incidente, não um crime de ódio.

- A NASCAR foi convidada a manter a conclusão confidencial até a divulgação do FBI. O comunicado do FBI saiu às 16h10da terça-feira. Por volta das 16h15, a NASCAR divulgou seu próprio comunicado e uma teleconferência foi realizada naquela noite.

- Na quinta-feira, a NASCAR divulgou uma foto do laço encontrado na garagem de Bubba em Talladega e anunciou planos para adicionar câmeras e realizar treinamento de sensibilidade para ajudar a evitar futuros incidentes: "O laço era real", disse o presidente da NASCAR, Steve Phelps, "assim como nossa preocupação com Bubba".

Téo José revela papo com Silvio Santos que causou redução da cobertura da Indy

PODCAST: As notas atribuídas aos pilotos no game F1 2020 são malucas?

 

NASCAR: Bubba Wallace explica como tomou conhecimento sobre episódio da corda e comenta repercussão do caso

Artigo anterior

NASCAR: Bubba Wallace explica como tomou conhecimento sobre episódio da corda e comenta repercussão do caso

Próximo artigo

NASCAR: Harvick vence pela primeira vez em Pocono pela Cup; domingo será inédito com provas das três categorias

NASCAR: Harvick vence pela primeira vez em Pocono pela Cup; domingo será inédito com provas das três categorias
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria NASCAR Cup
Pilotos Darrell Wallace Jr.
Autor Jim Utter