Fórmula 1
R
GP de Eifel
09 out
Próximo evento em
19 dias
R
GP de Portugal
23 out
Próximo evento em
33 dias
04 dez
Próximo evento em
75 dias
R
GP de Abu Dhabi
11 dez
Próximo evento em
82 dias

Especial: As cinco perguntas a serem respondidas no início da F1

compartilhar
comentários
Especial: As cinco perguntas a serem respondidas no início da F1
Por:

Temporada atípica da Fórmula 1 de 2020 começa neste fim de semana no Red Bull Ring, com inúmeras perguntas a serem respondidas

A Fórmula 1 está finalmente de volta neste fim de semana, com a primeira de duas provas na Áustria. Os GPs iniciais do campeonato poderão mostrar uma nova cara da maior categoria do automobilismo mundial ou consolidar ainda mais o rosto que ela vem tendo nos últimos anos.

A equipe internacional do Motorsport.com selecionou as cinco principais dúvidas às vésperas de mais uma nova temporada, confira:

Leia também:

 Lewis Hamilton fará história?

Lewis Hamilton indossa una mascherina in garage

Lewis Hamilton indossa una mascherina in garage

Photo by: Steve Etherington / Motorsport Images

Após 13 temporadas, Lewis Hamilton pode chegar a uma marca especial na F1. Se conquistar o título, ele empatará com Michael Schumacher como o único piloto a vencer sete campeonatos. Além disso, ele poderá ultrapassar o alemão no número de vitórias, ele possui 84, contra 91 de Schumi.

A redução de corridas não ajudará Hamilton neste recorde em 2020, mas o objetivo é realmente possível se a Mercedes repetir o potencial das últimas temporadas.

Mais ao alcance, Hamilton pode ter o recorde de pódios. Em 250 GPs, o inglês tem 151 e está quatro atrás de Schumacher, que fez 155 em 308 participações.

Como cada equipe chegará?

Livrea anti razzismo per la Mercedes F1 W11

Livrea anti razzismo per la Mercedes F1 W11

Photo by: Mercedes AMG

É isso que não apenas os fãs, mas os próprios especialistas se perguntam, que nunca passaram tanto tempo sem poder ter uma ideia precisa do nível do grid. Qualquer um pode surpreender, mas se mantivermos o que foi visto nos testes de pré-temporada de Barcelona, ​​podemos fazer as contas.

A Mercedes continua sendo a favorita, especialmente Lewis Hamilton, mas há muitos que acreditam que podem ceder o reinado após seis anos.

O principal candidato a mudar a história seria Max Verstappen, que amadureceu e o RB16 parece ter nascido bem, e a Honda continua a crescer.

Será suficiente para colocar a Mercedes em sérios problemas? Parece mais provável que há 12 meses. A Ferrari será a terceira força, pelo menos no início da temporada. De fato, o próprio chefe da equipe, Mattia Binotto, disse isso. No entanto, isso não significa que eles tenham renunciado suas chances em Maranello, mas Charles Leclerc e Sebastian Vettel provavelmente terão que esperar algumas corridas para o SF1000 dar todo o seu potencial.

O que esperar da Racing Point?

Lance Stroll, Racing Point RP20

Lance Stroll, Racing Point RP20

Photo by: Racing Point

Outra questão muito comum às vésperas do início da temporada 2020 é sobre o desempenho da 'Mercedes rosa', como o Racing Point RP20 foi chamado nos testes de Barcelona.

O carro de Sergio Pérez e Lance Stroll tem muitas semelhanças com o campeão da Mercedes W10 de 2019, o tornando potencialmente um carro que pode aspirar coisas importantes.

Quão importante? Há aqueles que estão convencidos de que, especialmente nas primeiras corridas, a Racing Point pode invadir o espaço das três principais equipes por ser um projeto confiável e desenvolvido, mas a longo prazo, não terá tantas atualizações quanto os outros. A Racing Point é uma candidata ao papel de 'melhor do resto' que no passado já havia conseguido como Force India. Renault e McLaren ainda estão à espreita.

Que Vettel veremos?

Seabstian Vettel, Ferrari

Seabstian Vettel, Ferrari

Photo by: Ferrari

Há quem preveja Sebastian Vettel desmotivado, enquanto outros estão convencidos de que o alemão vai querer dar a volta por cima na pista.

A Ferrari se concentrou em Leclerc. Neste ponto, Seb poderá percorrer a pista sem estresse, em uma condição muito diferente do ano passado, quando corrida após corrida ele teve que assumir que não era mais o líder da equipe.

Vettel não tem nada a perder, o mesmo que Leclerc há 12 meses em sua temporada de aprendizado. Um Vettel calmo será capaz de preocupar Leclerc mais do que em 2019? Por mais que um profissional seja chamado a dar tudo de si, a história do esporte (e não apenas dos esportes a motor) está cheia de histórias que surgiram graças ao desejo de se redimir.

O calendário reduzido favorecerá quem?

Ferrari SF1000 dettagli della sospensione anteriore

Ferrari SF1000 dettagli della sospensione anteriore

Photo by: Mark Sutton / Motorsport Images

Em um ritmo tão rápido (se Mugello se tornar oficial, haverá nove GPs em 11 semanas), se uma equipe tiver problemas de design ou a necessidade de diminuir a diferença com seus rivais, ela deverá fazer algo em quase 24 horas.

Um cronograma mais curto e compacto recompensará aqueles que têm um carro competitivo imediatamente, porque eles terão um número maior de corridas antes que seus rivais os alcancem. Será um verão europeu muito difícil para quem precisa fazer um trabalho extra.

Exclusivo: Regi Leme revela projetos e Motorsport.com anuncia novidades na cobertura 2020

PODCAST: A F1 está de volta! Saiba tudo sobre "novo normal" da categoria

 

Podcast #055 – A F1 está de volta! Saiba tudo sobre o "novo normal" da categoria

Artigo anterior

Podcast #055 – A F1 está de volta! Saiba tudo sobre o "novo normal" da categoria

Próximo artigo

Horner: Red Bull está na melhor forma para uma temporada desde 2013

Horner: Red Bull está na melhor forma para uma temporada desde 2013
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP da Áustria
Localização Red Bull Ring
Autor Roberto Chinchero